segunda-feira, 30 de março de 2020

Utilização do álcool 70% requer cuidados para evitar queimaduras

Nos últimos dias uma das coisas que certamente estão dentro de quase todas as residências do país é o álcool 70%. De uma hora para outra ele se tornou um item essencial tanto quanto cada membro da família. Ele tem sido fundamental para nos manter um pouco mais distantes do risco de ser contaminado pelo novo coronavírus. E foi justamente por conta dele ser um dos mais eficazes métodos de higienização contra esse vírus foi que depois de 18 anos ele voltou a ser liberado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para venda fora de lojas de material hospitalar e em farmácias. No entanto, precisamos estar bastante atentos ao poder altamente inflamável desse produto. Sua concentração em 70% faz com que esse álcool próximo a superfícies inflamáveis se espalhe facilmente.



Todo cuidado é pouco para evitar que ocorram acidentes, que no caso com esse tipo de álcool, são ainda mais graves, causando queimaduras em potencial. Dados divulgados pela ONG @criancasegura mostram que, nos últimos 10 anos, mais de 3 mil crianças de zero a 14 anos morreram por conta de queimaduras, além de quase 221 mil que foram hospitalizadas por acidentes deste tipo, resultando num gasto de mais de R$ 195 milhões com as internações.
Diante nesse cenário, em que todos estão em casa, inclusive as crianças em tempo integral, e precisamos a todo instante estar fazendo uso do álcool 70% e em algumas situações ele na apresentação líquida, é fundamental que os cuidados sejam redobrados para evitar que ocorram acidentes.
Como utilizar de forma mais segura:
- Dê preferência ao álcool gel 70%;
- Na necessidade de usá-lo na forma líquida, mantenha sempre em local fora do alcance das crianças;
- Alerte crianças e idosos sobre os riscos do manuseio inadequado;
- Utilize o álcool sempre distante de fogão e outros locais que possam produzir faísca;
- Se for higienizar celular usando o álcool 70% líquido, lembre-se sempre de fazê-lo com o aparelho desligado e quando não esteja sendo carregado na tomada;
- Evite comprar álcool em concentração superior a 70%, que aumentam ainda mais os riscos de acidente;
- Não estoque grande quantidade do produto em casa;
- Lembre-se que há outra forma segura e, segundo alguns especialistas, até mais eficaz de higienização que é a lavagem das mãos com água e sabão corretamente.
Não vamos descuidar também nesse período que já estamos vivendo momentos tão tensos.

Beijos
Siga nosso Instagram @conversinhademae

Nenhum comentário:

Postar um comentário