terça-feira, 11 de dezembro de 2018

Visita a recém-nascidos: é preciso ter cuidados, sim!


Causou um certo burburinho a série de restrições impostas, esta semana, pela mamãe Sabrina Sato às visitas da sua pequena Zoe na maternidade. Visitas com tempo restrito, sugestão de utilização de protetores faciais e de pés, mãos lavadas e com limpas com álcool em gel, nada de beijos, pegadas nas mãos, nada de espirros, tosses ou fotografias. Entre os que acharam um exagero e torceram o bico e os que concordaram, a verdade é que tais medidas, por mais que pareçam exageros de celebridade, têm como objetivo proteger a saúde ainda tão frágil do recém-nascido e da mãe que acabou de dar à luz.


Cá pra nós, também servem como freio para aquelas visitas que precisam mesmo de um chá de semancol, porque chegam – muitas vezes exalando perfumes com cheiro fortíssimo -, não têm hora para ir embora, querem detalhes do parto, quer pegar o bebê no colo, tirar foto e etc, coisa que quase todo mundo que já teve filho sabe que acontece. Segundo especialistas, alguns cuidados são imprescindíveis para zelar pela saúde do bebê, uma vez que este ainda não tem seu sistema imunológico totalmente desenvolvido e não tomou todas as vacinas.

Por isso o Conversinha de Mãe traz algumas dicas para você lembrar quando for visitar um recém-nascido:

- Nunca vá visitar de surpresa. Você corre o risco de chegar justamente na hora que o bebê esteja mamando ou acabado de pegar no sono. Evite também horários próximo às refeições;

- Visitas a recém-nascidos devem ser curtas. Nada de passar horas, ficar perguntando detalhes do parto, dando palpites (porque, com certeza, a mãe já ouviu muuuuitos!)

- Também não é aconselhável levar crianças para essas visitas, a menos que a mãe do bebê seja íntima e até convide seu filho para a visita. Normalmente crianças são agitadas e vão querer ficar pegando no bebê;

- Se na maternidade ou em casa encontrar um vaso de álcool em gel, faça a gentileza de higienizar as mãos. Ele está ali para isso;

- Evite fumar antes da visita e não se “embebede” de perfume;

- Adie a visita se você estiver doente, mesmo que seja um simples resfriado. Não cause esse risco ao bebê;

- Só pegue o bebê no colo se a mãe oferecer. Mesmo se isso acontecer, não beije nem bpegue na mão. Lembre-se que o bebê tem o costume de levar a mão à boca.

Beijos!!

Siga-nos nas redes sociais:

@conversinhademae no Instagram
Facebook.com/comversinhademae

Nenhum comentário:

Postar um comentário