terça-feira, 31 de outubro de 2017

O olhar além da maternidade


A campanha Outubro Rosa tem como principal ponto a conscientização do câncer de mama, ressaltando a necessidade da prevenção e do diagnóstico precoce. Mas a campanha nos faz refletir também sobre o autocuidado. Estar conectada com o próprio corpo, saber o que faz bem e o que não está bem, isso faz toda a diferença quando estamos falando em saúde emocional e física da mulher. Mas quando pensamos nesse autocuidado nas mamães, isso acontece? É tanto corre-corre, tantas responsabilidades, tantas cobranças que isso acaba parecendo ser supérfluo.


No entanto, a situação não é bem assim. E a psicóloga Lara Barone chama a atenção para isso. Ela ressalta que três palavras são de extrema importância quando falamos de autocuidado: olhar, tocar e conhecer. “Realizar uma dessas ou as três ações juntas, nos permite aprender a cuidar de si”, destaca.

Mas colocar em prática isso quando se é mãe nem sempre é fácil. Primeiro porque em muitos momentos o filho se torna prioridade e, em segundo, muitas vezes já não conseguimos nos olhar como mulher e, sim, somente como mãe. “Pensar em você como mulher não exclui pensar no seu filho como prioridade, mas, sim, significa cuidar de você no momento que tem que cuidar. O conhecer a si nos faz estar mais fortalecidas e prontas para enfrentar o dia a dia, e isso reflete no relacionamento com os filhos”, ressalta Lara Barone.
Psicóloga Lara Barone
E ser mãe é sempre ultrapassar os limites pelos filhos, mas, observa a psicóloga, em alguns momentos é preciso que a mulher respeite isso e não ultrapasse. “Mas como vou saber quando ultrapassei se não olho para mim?  Se não sei o que é isso? Por isso a importância do se olhar como mulher”, alerta a psicóloga especializada em Psicoterapia Cognitivo Comportamental e formação em Sexologia Clínica.

E fácil isso?? Xiii, acho que cada uma de nós que está lendo esse texto sabe que não. Mas a psicóloga orienta que, por mais corrido e difícil que seja, é importante para por um momento. “Aprenda a olhar para você, permita-se conhecer e ser quem você é. Escolha um dia que isso pode acontecer, um dia que estiver sozinha. Olhe para você, olhe para o seu corpo, nem que seja por poucos minutos. Se coloque na frente do espelho e se admire. Perceba cada detalhe, se toque e conheça o seu corpo e as sensações. Feche os olhos e somente sinta. Essas são algumas das ações que podem te ajudar no cuidado e a viver de maneira mais plena, conectada ao corpo e a mente”, disse.


Segundo ela, é interessante que todos os dias comecem com a seguinte pergunta: “Como eu estou hoje?”, e a resposta seja a mais sincera possível. E você (e eu!) já fez essa pergunta hoje?

Beijos

Siga-nos nas redes sociais:
@conversinhademae (no Instagram)
@conversinhadmae (no Twitter)

Curta nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/conversinhademae

Nenhum comentário:

Postar um comentário