segunda-feira, 22 de maio de 2017

Por que é importante fazer o Teste do Pezinho

Pezinho mini da minha Beatriz, fazendo o Teste do Pezinho
Com a sensibilidade à flor da pele depois de dar à luz, sei bem como dói no coração levar o bebê para fazer o Teste do Pezinho. Passei por isso duas vezes! Aquela coisinha pequena, tão frágil ter o calcanharzinho furado para tirar sangue o suficiente para preencher a cartelinha é de arrancar lágrimas não só do bebê, mas da gente também. Mas não há como fugir: fazer o exame no bebê é fundamental, para que sejam detectadas, o quanto antes, doenças metabólicas, genéticas e infecciosas nos recém-nascidos.

Através do exame, é possível detectar doenças como fenilcetonúria, hipotireoidismo congênito, anemia falciforme, hiperplasia adrenal congênita, fibrose cística e deficiência de biotinidase, entre outras. Embora seja realizado na rede privada, o Teste do Pezinho pode ser feito gratuitamente nas unidades de saúde da rede pública. Em Aracaju, por exemplo, 22 postos de saúde realizam a coleta do sangue para a realização do exame.

O Teste do Pezinho, preferencialmente, deve ser realizado entre o terceiro e o quinto dia de vida do bebê ou até um mês do nascimento, embora não seja o ideal, pois retarda também o início do tratamento de alguma doença que venha a ser detectada, reduzindo as chances de sequelas. A análise do sangue colhido do pezinho do bebê é feita no Hospital Universitário (HU) e o resultado demora, em média, 90 dias para ficar pronto. Caso dê alterado o resultado, a família é imediatamente informada, para que dê início ao tratamento do bebê.


No entanto, apesar de ser feito gratuitamente, a quantidade de exames feitos na capital sergipana está abaixo do esperado, baseado na quantidade de nascimentos. Através de nota divulgada pela Secretaria Municipal de Saúde, a coordenadora do programa Saúde da Criança, do Adolescente e do Jovem, Rita Bitencourt, alertou que, nos quatro primeiros meses desse ano, apenas foram feitos 2.138 Testes do Pezinho. Número baixo, levando-se em conta que, mensalmente, nascem cerca de 900 bebês em Aracaju. Por isso é importante que, ainda durante o pré-natal, a mamãe seja informada sobre a importância, quando, onde e como é feito o Teste do Pezinho. Afinal de contas, para nós, mães, o que importa é a saúde de nossos pequenos.

Beijos

Siga-nos nas redes sociais:
@conversinhademae (no Instagram)
@conversinhadmae (no Twitter)

Curta nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/conversinhademae

Nenhum comentário:

Postar um comentário