terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Cuidados com as crianças no verão

Com a temperatura ultrapassando fácil os 30 graus aqui em Sergipe, esses dias de verão são um convite ao ar livre, a um mergulho na piscina ou o frescor de um banho de mar. Se nós, adultos, gostamos disso, as crianças, então, fazem disso uma festa. Mas é preciso muito cuidado para que esses momentos prazerosos não tragam danos à pele e à saúde dos pequenos.

Nunca é demais lembrar que a exposição ao sol em excesso causa sérios danos à pele. No caso de crianças e bebês, ainda mais. A exposição deve ser evitada a partir das 10 horas e antes das 16h. Mesmo nos períodos adequados, as crianças devem usar protetor solar indicado para essa faixa etária, e reaplicar com frequência, sempre que mergulharem ou suarem.

Não esqueça de aplicar em partes que às vezes não lembramos, como orelhas, joelhos, pés e até mesmo cabeça, no caso de crianças com cabelo ralinho, para evitar que o couro cabeludo seja queimado. Lembrando que bebês com até seis meses não devem usar nenhum tipo de protetor/bloqueador solar, por ter a pele muito sensível.

O protetor solar não deve ser a única proteção. O uso de chapéus e roupas hoje disponíveis no mercado com proteção contra raios UV também é muito importante. Hoje até roupas de banho têm essa proteção.

No mar, proteja-se também dos efeitos tóxicos das queimaduras causadas por águas-vivas e caravelas. Caso isso ocorra, a pessoa deve ser retirada do mar. A área atingida deve ser lavada com a água do mar, sem friccionar, para que não o veneno não penetre na pele. Os médicos recomendam usar vinagre para lavar o local, para neutralizar o veneno e ajudar a diminuir a dor. Já em contato com a água doce o veneno é facilmente liberado.


O veneno das águas-vivas tem ação tóxica na pele humana, podendo causar inflamação extensa e até necrose. Em casos mais graves, pode provocar ainda arritmias cardíacas, alteração no tônus vascular e insuficiência respiratória por congestão pulmonar. Há também relatos de dor de cabeça, náuseas, vômitos, febre e espasmos musculares.

Beijos

Siga-nos nas redes sociais:
@conversinhademae (no Instagram)
@conversinhadmae (no Twitter)

Curta nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/conversinhademae

Nenhum comentário:

Postar um comentário