quinta-feira, 27 de abril de 2017

Casa da Gambiarra acontece neste final de semana

A Casa da Gambiarra, versão pocket da Feirinha da Gambiarra, será realizada neste final de semana em Aracaju e traz como tema o circo. '“Realizamos, no final do ano, a primeira edição da Casa que foi muito prestigiada pelo público. Retomamos esse projeto agora em um local diferente, perto da praia, e bem bacana" explica uma das organizadoras e idealizadoras, Isabele Ribeiro.

O evento acontece nos dias 29 e 30 de abril, das 14h às 22h, no Cartola Complexo Esportivo, na Rua Francisco Rabelo Leite Neto, número 709, no bairro Atalaia. Serão 25 expositores diferentes entre gastronomia, decoração, vestuário e acessórios, nos dois dias de evento. Os produtos são variados e criativos. Cadernos feitos à mão, plantinhas, itens de decoração, acessórios e roupas, além dos expositores de alimentação. a organização ainda reservou uma área para crianças com pipoca, algodão doce e brinquedos, e uma exposição de carros antigos.

terça-feira, 25 de abril de 2017

Entrega legal: alternativa para evitar o abandono de bebês

Uma gravidez indesejada pode levar uma mulher a atos desesperados. São abortos ilegais, recém-nascidos abandonados nas ruas ou em matagais. Pensando em amparar as gestantes que pretendem entregar seus filhos para adoção, diversos tribunais de Justiça brasileiros oferecem ações de acolhimento a grávidas. A possibilidade legal está prevista no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA, artigo 13, parágrafo único).

sexta-feira, 21 de abril de 2017

Baleia azul: a importância de estar atento aos sinais

É de uma conversinha entre mães que muitas vezes surgem alguns dos textos publicados aqui e lá no blog. E foi de uma conversa com a amiga Eclair Nascimento, a mãe de Ana Júlia, quase da mesma idade que a minha Beatriz, que fiquei sabendo sobre esse jogo virtual da Baleia Azul. Isso faz uma semana. Em meio ao susto que o tema me trouxe, a certeza de que precisava compartilhá-lo com outras mães, pais, avós. Depois dessa conversa, uma avalanche de notícias sobre esse assunto surgiu na mídia.

terça-feira, 18 de abril de 2017

Biblioteca Infantil lança programação inspirada no Dia do Livro

No período que se comemora o Dia Internacional do Livro, a Biblioteca Infantil lança a programação do mês de abril com contações de histórias e homenagens as tribos indígenas. A biblioteca estará aberta todos os dias recebendo as crianças interessadas pela prática da leitura infanto-juvenil.

Circo Irmãos Dayllon está em cartaz na Boa Luz

No fim dessa semana tem mais um feriado. E já quer programar a agendinha para curtir com os pequenos? Então lá vai dica: o Circo Irmãos Dayllon está em curta temporada na Boa Luz. Nesse fim de semana tem espetáculos com sessões às 16h da sexta-feira, sábado e domingo. O espetáculo conta com mais de 20 atrações e garante muita alegria, magia e descontração de toda a família.

sexta-feira, 14 de abril de 2017

Dicas de livros sobre a Páscoa cristã


 Véspera da Páscoa e muitas vezes o verdadeiro sentido desta, que é a maior festa cristã, acaba ficando um pouco esquecido. Em meio a tantos coelhos, ovos e muito chocolate, a história da páscoa nem sempre é conhecida por muitas crianças.

Uma forma de apresentar para as crianças a história da Páscoa cristã é através de livros. O Conversinha de Mãe selecionou algumas sugestões de livros com essa temática. Confira:

segunda-feira, 10 de abril de 2017

Projeto mobiliza para a doação de livros infantis

Abril é o mês recheado de datas comemorativas relacionadas ao livro. Uma delas, é o dia 18, quando se comemora o Dia Nacional do Livro Infantil. E, para marcar essa data, a Secretaria de Estado da Educação de Sergipe está desenvolvendo um projeto para estimular ainda mais a leitura entre crianças e adolescentes. É o Projeto Leitura em Escolas do Campo – Lê Campo. Através dele serão arrecadados livros de literatura infanto-juvenil.

terça-feira, 4 de abril de 2017

Campanha de vacinação contra a influenza começa no dia 17 deste mês

Reduzir as complicações, as internações e as mortalidades decorrentes das infecções pelo vírus da influenza, conhecida popularmente como gripe. Esse é o objetivo da Campanha Municipal de Vacinação Contra a Influenza 2017, que será realizada do dia 17 deste mês a 26 de maio. Durante este período, as 44 Unidades de Saúde da Família (USFs) aplicarão a vacina trivalente, que protege contra três tipos de vírus. Neste ano, a meta do município é imunizar 137.495 pessoas. E o dia 13 de maio será o dia “D” de mobilização nacional e todas as unidades estarão vacinando das 8h às 17h.

segunda-feira, 27 de março de 2017

Começa o III Festival Sergipano de Artes Cênicas

Respeitável público, hoje, Dia Mundial do Teatro e do Circo, começa o III Festival Sergipano de Artes Cênicas. Será mais de um mês recheado de programação com espetáculos de dança, teatro e circo. O evento é promovido pelo Governo de Sergipe juntamente com a Secretaria de Estado da Cultura (Secult). A programação esetá dividida com apresentações nos teatros Atheneu, Lourival Batista, Tobias Barreto, praças e outros espaços públicos de Aracaju e do interior.

Viabilizado através do Fundo de Desenvolvimento Cultural e Artístico (Funcart), o Festival de Artes Cênicas abriga também o VII Festival Sergipano de Teatro e a XI Semana de Dança. Além de apoiar o artista, evento tem como objetivo incentivar a produção cultural sergipana, a formação de plateia e garantir o direito de acesso à cultura, contemplando diversos gostos e faixas etárias. Este ano o Festival acontece entre os dias 27 de março e 30 de abril, totalmente gratuito.

A programação, claro, traz atrações para a criançada. Confira a programação completa do Festival Sergipano de Artes Cênicas:

27/03 – segunda-feira
Danação – Eduardo Moreira (BH)
Teatro Tobias Barreto – 20h.
Duração: 50 min.

28/03 – terça-feira
O Açougueiro – Alexandre Guimarães (PE)
Teatro Atheneu – 20h

29/03 – quarta-feira
Brilho e Arte – Circo Gold Star (SE)
Município de Santo Amaro, praça de eventos, 17h
Duração: 60 minutos

30/03 – quinta-feira
Conto de Griô – Cia de Teatro História Encena (SE)
Teatro Tobias Barreto – 20h.
Duração: 70 min.

30/03 – quinta-feira
Olhar com Olhos Virgens – Federação de Dança da Bahia (BA)
Teatro Atheneu – 20h.
Duração: 55 min.

31/03 – sexta-feira (dança)
Olhar com Olhos Virgens – Federação de Dança da Bahia (BA)
Teatro Atheneu – 20h.
Classificação: 12 anos
Duração: 55 min.


01/04 – Sábado (dança)
Chicago – MusicALL – Academia de Teatro Musical e Audiovisual (SE)
Hall Teatro Atheneu – 20h
Duração: 10 min.

Billie Holiday, A Canção – Tampa Produções Artísticas (SE)
Teatro Atheneu, 20h10min
Duração: 55 min.

02/04 – Domingo
A Verdade do Símio – Cia de Teatro Stultífera Navis (SE)
Teatro Tobias Barreto – 20h.
Duração: 50 min.

05/04 – Quarta-feira
Silhoette – Portal Hanna Belly
Teatro Tobias Barreto – 20h.
Duração: 90 min.

06/04 – Quinta-feira
Jeová – Grupo Imbuaça (SE)
Sede do grupo Imbuaça, R. de Muribeca, 4 – Santo Antônio, Aracaju – SE – 20h.
Classificação: 18 anos
Duração: 60 min.
Limite de público: 100 pessoas

07/04 – Sexta-feira
Jeová – Grupo Imbuaça (SE)
Sede do grupo Imbuaça, R. de Muribeca, 4 – Santo Antônio, Aracaju – SE – 20h.
Classificação: 18 anos
Duração: 60 min.
Limite de público: 100 pessoas

08/04 – Sábado
Talco no Salão, para o forró ficar cheiroso – Mamulengo Cheiroso (SE)
Praça Prisco Viana, Barra dos Coqueiros – 19 horas.
Duração: 50 min.

13/04 – Quinta-feira
Dom Caixote – Uma Viagem pelo imaginário Popular – Coletivo Teatro de Mala (SE)
Praça São Francisco – São Cristóvão – 19 horas.
Classificação: Livre
Duração: 54 min.

15/04 – Sábado
Bicho M. – Grupo Teatral Caixa Cênica (SE)
Teatro Tobias Barreto – 20h.
Duração: 50 min.
Limite de público: 100 pessoas.

16/04 – Domingo
Dandara Eu – Grupo Ubuntu (SE)
Teatro Tobias Barreto – 20 h.
Duração: 54 min.
Limite de público: 100 pessoas.

20/04 – Quinta-feira
Espetáculo: A Direita de Deus Pai – Alunos do Grupo Imbuaça (SE).
Teatro Lourival Baptista – 20h.

21/04 – Sexta-feira
Aulão Pole Dance – Estúdio XIX Karine Ribeiro (SE) – 19h.
Apresentação Pole Dance – Estúdio XIX Karine Ribeiro (SE), 19h40.

Espetáculo: ImproRiso – “Oficina de Improvisadores” (SE)
Teatro Atheneu – 20 h.
Duração: 60 min.

22/04 – Sábado
Maratona Sergipana de Dança
Teatro Tobias Barreto –das 16 às 22h.
Classificação: 12 anos

22/04 – Sábado
O Nada – Cia ArtinObra (RJ)
Teatro Atheneu – 20h.
Duração: 70min

23/04 – Domingo
O Grande Circo Gentil – Cia Gentileza de Artes Integradas – CIGARI (SE)
Praça da Juventude, Bairro Augusto Franco – 17h
Duração: 40 min.

29/04 – Sábado
AYEYE – 10 anos de africanidade na educação sergipana – Grupo Um quê de negritude (SE)
Teatro Tobias Barreto, 20h.
Duração: 80 min.

30/04 – Domingo
Anjo Negro – Eitcha Companhia de Teatro (SE)
Teatro Tobias Barreto, 20h.
Classificação: 18 anos.
Limite de público: 100 pessoas.

Beijos

Siga-nos nas redes sociais:
@conversinhademae (no Instagram)
@conversinhadmae (no Twitter)


Curta nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/conversinhademae

quarta-feira, 22 de março de 2017

Decor Kids movimenta o mercado de festas infantis

A Praça de Eventos do RioMar Shopping Aracaju está mais animada e colorida desde a última quinta-feira. É que a Decor Kids, maior evento do Estado dedicado ao segmento de festas infantis, já começou. Em sua 5ª edição, a Decor expõe no centro de compras as principais tendências do mercado do segmento de celebração voltado ao público infantojuvenil. Expositores de vários tipos de produtos e serviços desse segmento estarão mostrando ao público o que há de novidade no setor. Decoradores, fotógrafos, empresas de animação, locação de brinquedos e personagens infantis, decoração com balões, convites, lembrancinhas, buffet, e a produção de bolos, doces e salgados estarão expondo seu trabalho até o dia 2 de abril.

terça-feira, 21 de março de 2017

As Aventuras do Menino Maluquinho no Mundo da Leitura

Uma interessante viagem por várias histórias da literatura infantil. É isso que promete o espetáculo “As Aventuras do Menino Maluquinho no Mundo da Leitura”, que será encenado no palco do Teatro Tobias Barreto, no próximo sábado, dia 25, Às 17 horas. A trupe da Cia de Teatro Carlos Moreira retorna a Sergipe com essa peça teatral que busca fazer um resgate do hábito da leitura que está cada vez mais distante no dia a dia de crianças, jovens e adultos, devido à tecnologia que toma conta da vida de todos.

terça-feira, 14 de março de 2017

Brasil é quarto país no ranking global de casamento infantil

Levantamento recente do Banco Mundial revela que o Brasil tem o maior número de casos de casamento infantil da América Latina e o quarto no mundo. No país, 36% da população feminina se casa antes dos 18 anos. As informações são da ONU News.

sábado, 11 de março de 2017

Linda festa para bebês com microcefalia atendidos no HU

Essa semana, os bebês com microcefalia atendidos atendidos pelo Hospital Universitário da Universidade Federal de Sergipe (UFS) ganharam uma linda festa de aniversário para marcar o primeiro ano de vida deles. Vinte crianças foram presenteadas com essa comemoração, marcada pela emoção e a parceria de funcionários e voluntários para tornar real esse momento tão especial.

sábado, 25 de fevereiro de 2017

GameBox chega a Aracaju: um novo espaço de lazer para a criançada

Durante essa semana, o blog Conversinha de Mãe foi convidado para o lançamento da mais nova opção de lazer para os pequenos, no Shopping Jardins: o GameBox. Claro que estivemos lá, marcando presença para conhecer esse espaço de diversão pensado cuidadosamente para meninos e meninas com até 1,35m de altura. Muito bacana, pois une num só local muita diversão e conforto para a garotada.

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Carnaval requer cuidados com as crianças

Já é Carnaval. Quem ainda não já caiu na folia, já está com a programação certinha para aproveitar esses dias. Outras pessoas querem apenas se divertir muito com os seus pequenos nesses dias de descanso. Seja na folia ou apenas no lazer, o importante é garantir a segurança das crianças. Para isso, o Conversinha de Mãe traz algumas dicas de cuidados que todo mundo não deve esquecer:

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Crianças se divertem no Concurso de Fantasias da Biblioteca Infantil

O carnaval tomou conta da Biblioteca Infantil. Crianças, familiares e funcionários participaram da 10ª edição do Concurso de Fantasias, que aconteceu na tarde da última terça-feira, 21, com direito a distribuição de livros para participantes, muitas músicas carnavalescas, confetes e serpentinas para todos os lados.

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Inmetro dá dicas para um carnaval seguro

Em dias de folia, o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) dá algumas dicas simples e importantes para que o consumidor possa se divertir no carnaval com segurança. O Instituto alerta que, para essa segurança, as compras sejam feitas apenas no mercado formal para evitar produtos falsificados ou com informações incorretas.

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Agendinha da folia: roteiro de bailinhos para a criançada

Tem filhote por aí que adora Carnaval pra cair na folia? Então, prepara a fantasia, separa o confete, a serpentina e muita animação que hoje o Conversinha de Mãe traz o roteiro para os pequenos foliões caírem na folia. É só acompanhar e se divertir!!!

domingo, 5 de fevereiro de 2017

Desfazendo o tabu da primeira consulta ao ginecologista

Saber o momento ideal para levar a filha ao ginecologista é uma dúvida muito comum a muitas mãe e pais. Acostumados a fazer o acompanhamento da saúde e desenvolvimento das meninas com o pediatra, muitos acreditam que apenas depois da primeira menstruação ou caso surja algum problema genital seria necessário a procura de um especialista. Na verdade, a primeira consulta ginecológica ainda é um grande tabu.

A ginecologista e professora do curso de Medicina da Universidade Federal de Sergipe (UFS), Júlia Dias, explica que no início da adolescência, entre os 9 ou, 10 anos, é extremamente importante que a menina seja levada ao ginecologista. “Essa consulta no início da puberdade é muito importante, até para quebrar aquele tabu que existe com relação à consulta ginecológica”, disse. A médica acrescentou que esse especialista ainda é visto com muita resistência, ainda há entre muitas pessoas a ideia de que a área genital não deve ser mexida. “Mas é justamente por causa desse desconhecimento que a paciente cresce com alguns conceitos e não faz seus exames preventivos, não procura uma contracepção adequada, não conhece seu corpo e isso traz problemas futuros”, alertou, acrescentando que o ginecologista é o médico da mulher como um todo.

A gravidez na adolescência e a exposição a doenças sexualmente transmissíveis, seja por falta de informação ou de acesso a métodos preventivos e contraceptivos, são alguns desses problemas. Para a médica, é preciso que os pais tenham consciência de que, antes mesmo da primeira menstruação e do início da vida sexual as garotas precisam de um ginecologista. “Nosso papel enquanto profissional é preparar a menina para a adolescência”, ressaltou.
 
Dra. Júlia Dias e seus alunos de Medicina no HU
Aqui em Sergipe, somente na Maternidade Nossa Senhora de Lourdes, unidade especializada no atendimento a parturientes de alto risco, no ano de 2016 foram realizados 1.288 partos de adolescentes entre 13 e 18 anos, número elevado que mostra o quanto as meninas estão engravidando numa idade em que seu corpo não está preparado para a maternidade, nem maturidade e condições suficientes para ter um filho. O número foi superior ao ano anterior (1.281 partos em pacientes nessa faixa etária).

Hoje com 19 anos, Rita Santos (nome fictício) já é mãe de duas meninas, uma com quase quatro anos e uma bebê de 6 meses. Mas o papel de mãe não era algo que ela esperava tão cedo na sua vida. A jovem reflete bem o perfil das adolescentes que veem a maternidade chegar de maneira inesperada na sua vida, fruto da desinformação. Antes da consulta pré-natal, Rita nunca tinha entrado num consultório ginecológico. “Para minha mãe, criança não precisava ir ao ginecologista, nem falar muito sobre isso. Muita coisa aprendi na escola, conversando com as colegas”, disse a jovem, que precisou largar os estudos para cuidar das filhas.

Visão equivocada
Por incrível que pareça, observa a ginecologista Júlia Dias, o receio de que a consulta ginecológica desperte na paciente o interesse pela sexualidade ainda é um fator que faz com que muitos pais adiem essa ida ao consultório. Mas a médica alerta que a descoberta da sexualidade é natural, está muito mais presente hoje, pois as crianças e adolescentes têm uma rede de informação muito grande e não há como fugir disso. “Não dá para fechar os olhos diante disso. O que se tem a fazer é orientar, porque a orientação é que vai permitir que a menina tenha informação e saiba como não adquirir uma doença sexualmente transmissível ou uma gravidez. A internet está aí. Se você não orienta, eles vão aprender de forma errada”, disse.

Muitas vezes essa nova paciente quando chega ao consultório vem, juntamente com mãe ou pai, cheia de dúvidas, desinformação, algumas delas fantasiosas, oriundas de crenças populares. “E com relação à contracepção a gente vê um despreparo enorme e isso é preocupante, porque continuamos tendo níveis elevados de gravidez na adolescência e isso hoje é um problema mundial que traz sequelas muito grandes na vida dessas meninas”, destacou a ginecologista.

BOXE

Importância de vacinar

Desde o ano de 2014, quando a vacina contra o papiloma vírus humano (HPV) foi instituída no Programa Nacional de Imunização no Brasil, o tema encontrou resistência e levantou muita polêmica sobre a real necessidade de vacinar meninas com idade entre 9 e 13 anos, antes de iniciarem a vida sexual. Boa parte dessa polêmica suscitada girava em torno do fato de se achar que a vacina poderia estimular o início da vida sexual. 

No entanto, a Organização Mundial de Saúde (OMS) defende que a vacinação é a principal forma de prevenção contra o HPV entre meninas nessa faixa etária. Recentemente, a ginecologista Júlia Dias publicou um trabalho na revista Femina, da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasco), sobre a importância da vacinação contra o HPV. Para ela, esse é um tema muito importante, que precisa ser debatido e mostrada a necessidade de vacinar, principalmente meninas (e agora também meninos) que ainda não tiveram relação sexual e nenhuma exposição ao vírus HPV.

No entanto, a vacinação, que iniciou com a imunização de meninas entre 9 e 13 anos e recentemente foi ampliada para meninos com idade entre 12 e 13 anos, não vem tendo uma adesão significativa. Segundo a médica, aqui Sergipe, a primeira dose da vacina para meninas foi dada de uma maneira muito eficaz, mas a na segunda dose houve 50% de perda, porque as meninas não voltaram às unidades de saúde. “Essas vacinas estão lá esperando pelas meninas e as mães não estão levando. Em contrapartida, temos tido uma incidência muito alta de HPV. No ano de 2016 tivemos 18 mil casos de câncer de colo de útero, com 4 mil mortes. Essa é uma estatística extremamente preocupante”, afirmou.


A médica alertou que vacinação é uma política de saúde e é preciso que as pessoas tenham acesso a informação sobre o quanto ela é importante. “Precisamos divulgar, desmistificar, para que as pessoas percam o medo. Isso é proteção, não é estímulo. O estímulo o adolescente já vai ter naturalmente, independente de ela vacinar ou não”, disse. Júlia acrescentou que, comprovadamente, seis tipos de câncer estão relacionados ao vírus HPV: de colo do útero, de vulva, vagina, de ânus, de laringe e de pênis. “Então a vacina traz um benefício inestimável”, disse. Ela acrescentou, entretanto, que para que a vacina tenha efeito é preciso que a imunização seja completa, com a segunda dose seis meses depois da primeira e a terceira dose cinco anos depois.

Beijos

Siga-nos nas redes sociais:
@conversinhademae (no Instagram)
@conversinhadmae (no Twitter)

Curta nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/conversinhademae

terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Cuidados com as crianças no verão

Com a temperatura ultrapassando fácil os 30 graus aqui em Sergipe, esses dias de verão são um convite ao ar livre, a um mergulho na piscina ou o frescor de um banho de mar. Se nós, adultos, gostamos disso, as crianças, então, fazem disso uma festa. Mas é preciso muito cuidado para que esses momentos prazerosos não tragam danos à pele e à saúde dos pequenos.

Nunca é demais lembrar que a exposição ao sol em excesso causa sérios danos à pele. No caso de crianças e bebês, ainda mais. A exposição deve ser evitada a partir das 10 horas e antes das 16h. Mesmo nos períodos adequados, as crianças devem usar protetor solar indicado para essa faixa etária, e reaplicar com frequência, sempre que mergulharem ou suarem.

Não esqueça de aplicar em partes que às vezes não lembramos, como orelhas, joelhos, pés e até mesmo cabeça, no caso de crianças com cabelo ralinho, para evitar que o couro cabeludo seja queimado. Lembrando que bebês com até seis meses não devem usar nenhum tipo de protetor/bloqueador solar, por ter a pele muito sensível.

O protetor solar não deve ser a única proteção. O uso de chapéus e roupas hoje disponíveis no mercado com proteção contra raios UV também é muito importante. Hoje até roupas de banho têm essa proteção.

No mar, proteja-se também dos efeitos tóxicos das queimaduras causadas por águas-vivas e caravelas. Caso isso ocorra, a pessoa deve ser retirada do mar. A área atingida deve ser lavada com a água do mar, sem friccionar, para que não o veneno não penetre na pele. Os médicos recomendam usar vinagre para lavar o local, para neutralizar o veneno e ajudar a diminuir a dor. Já em contato com a água doce o veneno é facilmente liberado.


O veneno das águas-vivas tem ação tóxica na pele humana, podendo causar inflamação extensa e até necrose. Em casos mais graves, pode provocar ainda arritmias cardíacas, alteração no tônus vascular e insuficiência respiratória por congestão pulmonar. Há também relatos de dor de cabeça, náuseas, vômitos, febre e espasmos musculares.

Beijos

Siga-nos nas redes sociais:
@conversinhademae (no Instagram)
@conversinhadmae (no Twitter)

Curta nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/conversinhademae

sábado, 21 de janeiro de 2017

Todo cuidado, sempre!

A notícia da morte de um bebê de um ano, essa semana aqui em Aracaju, depois que um aparelho de televisão caiu sobre ele, certamente deixou todos estarrecidos. A gente não consegue mensurar a dor que essa mãe está sentindo, por saber que seu filho morreu por causa de um acidente ocorrido dentro de casa. A informação é que, possivelmente, a criança tenha puxado o fio do televisor que estava em cima de um móvel e o aparelho (daqueles grandes, ainda de tubo) caiu sobre ela, que sofreu traumatismo craniano e não resistiu.

Acidentes são hoje a principal causa de morte de crianças de um a 14 anos no Brasil. São aproximadamente 4,5 mil crianças dessa faixa etária que, todos os anos, morrem e outras 122 mil são hospitalizadas devido a essas causas no país. Esses dados e esse caso local só vêm reforçar a necessidade de a gente estar sempre atenta para evitar que acidentes dessa natureza aconteçam e continuem vitimizando nossas crianças. Já falamos sobre esse assunto aqui, mas, como disse, nunca é demais reforçar a necessidade de pequenos cuidados que fazem muita diferença.

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Festa infantil: criatividade para driblar a crise e manter comemoração

Mesmo em meio à crise econômica, se tem um mercado que dá sinais de que não parece ter sido atingido por ela é o de festas infantis. No último ano, esse segmento registrou um crescimento de 30%, movimentando quase R$ 20 milhões. Muita criatividade, tecnologia, novos produtos e serviços agregados fazem de uma simples festinha de parabéns um verdadeiro evento social.

No entanto, como a gente sabe, o mar não está para peixe, dinheiro não anda caindo do céu... Mas quem disse que só porque você não está com alguns reais sobrando na conta precisa deixar o aniversário de seu filho ou filha passar em branco? Na-na-ni-na-não! Criatividade para achar novas alternativas é fundamental para que essa data tão especial não deixe de ser lembrada.

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Memórias da 5ª série



Enquanto passava ferro no uniforme dela da escola, ontem à noite, um filme passava na minha cabeça. Eu também tinha 10 anos. Tudo era novidade para mim. Naquela época, ainda era a 5ª série. Escola nova, primeira vez em colégio público, primeira vez que ia usar calça jeans. Caderno de matérias, usar caneta, ter professores diferentes para cada disciplina, quatro intervalos e vários desconhecidos para dividi-los comigo. Seria a primeira vez que iria estudar uma língua estrangeira. Francês! "Comment vous appelez-vous? Je m'apelle Edjane". Nunca esqueci a expressão do professor (que não me recordo o nome) ao pronunciar essa frase, que ficou tão gravada em minha mente quanto a imagem engraçada do seu cílio avantajado.

domingo, 15 de janeiro de 2017

2017 chega com deliciosas novidades no McDonald’s

Turma que foi conhecer as novidades no McDonald's
O que seria da vida sem aquelas brechas que nos trazem uma dose de satisfação a mais? Então, me permiti uma delas esses dias. Não podia ser diferente. Recebi o convite para conhecer as novidades do McDonald’s nesse início de ano e fui lá. 2017 começou com o Mc apesentando o retorno do Grand Big Tasty e do Big Tasty Bacon ao cardápio. Mas, prepare-se, ele é, realmente, um grande matador de fome! Eu que o diga!!!

E a dupla volta agora bem acompanhada pelas McFritas Tasty, que são nada mais que as tradicionais McFritas regadas ao molho Tasty e com pedaços de bacon. É, realmente, uma (deliciosa) perdição! E as fritas são uma verdadeira paixão dos brasileiros. Sabiam que, só em 2016, foram consumidas 32 mil toneladas de batata pelos consumidores do McDonald’s no Brasil? As McFritas servidas no Brasil são produzidas na Argentina.

Grand Big Tasty: o matador de fome
Big Tasty Bacon
O Big Tasty está no cardápio desde 2005 e é um dos sanduíches mais vendidos em todo o Brasil. Conhecido pelo molho saboroso e o generoso hambúrguer, os novos sanduíches da “família Tasty” apresentam duas opções. A versão Grand Big Tasty, que contém dois suculentos hambúrgueres, molho Big Tasty, cebola fresca, alface americana, tomate e queijo servidos no pão com gergelim, e a versão Big Tasty Bacon, montado no pão quadrado do CBO e que adiciona três fatias de bacon à receita do tradicional Big Tasty, que inclui hambúrguer, molho Big Tasty, cebola fresca, alface americana, tomate e queijo. 
Muito boa essa sobremesa
E quando eu pensava que as novidades já tinham cessado, eis que chega o grand finale com uma sobremesa irresistível. Diga-me se tem como recusar algo com chocolate Kopenhagen? Pois é, a rede apresenta em seu cardápio o delicioso McFlurry Kopenhagen Nhá Benta, composto pelo delicioso mix de baunilha com calda de chocolate, marshmallow e bolinhas de chocolate Kopenhagen. Comi de olhos fechados!

E você sabia que, como cliente, você pode saber, tintim por tintim, como são preparados os lanches do McDonald’s? Pois é! A rede mantém em todo país o programa Portas Abertas. Desde o ano passado, em todas as lojas do país é possível que o cliente possa conhecer a cozinha e as instalações das unidades, sabendo como são preparados os sanduíches, as fritas e as sobremesas. São visitas guiadas pela equipe do Mc. Mais de um milhão e meio de visitas já foram realizadas em todo Brasil. Na próxima visita a um McDonald’s que tal acompanhar de perto esse processo? Fica a dica!

Beijos

Siga-nos nas redes sociais:
@conversinhademae (no Instagram)
@conversinhadmae (no Twitter)


Curta nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/conversinhademae

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Pais devem observar selo do Inmetro em artigos escolares

Artigos escolares também devem ter o selo do Inmetro O período que antecede a volta às aulas é marcado pela intensa procura dos pais por artigos escolares. Na hora da compra, um fator importante precisa ser observado: a presença nos produtos do selo de avaliação da conformidade, popularmente conhecido como selo do Inmetro.

A certificação do Inmetro garante a segurança das características originais aprovadas por normas estabelecidas pelo Inmetro. O selo atesta que o produto foi submetido e aprovado, a depender de sua natureza, em testes químicos, mecânicos, toxicológicos e biológicos.

É considerado artigo escolar qualquer objeto ou material com motivos ou personagens infantis projetados para uso em ambiente escolar ou atividades educativas, com ou sem funcionalidade lúdica, por crianças menores de 14 anos. Ao todo, são 25 itens, entre eles, apontador, borracha, caneta hidrocor, giz de cera, lápis, compasso, régua, estojo, massa de modelar, lancheira, tesoura sem ponta, marcador de texto, pasta com aba elástica e tinta.
Além do selo do Inmetro, o consumidor deve observar se os artigos escolares trazem na embalagem informações em língua portuguesa. O selo é de responsabilidade do Inmetro, mas o fabricante é quem deve colocar na embalagem seu CNPJ, nome, razão social e endereço. “O fabricante também deve colocar em língua portuguesa o prazo de validade de produtos, a exemplo de tinta e massa de modelar, e a composição química quando o material for em líquido, pó ou gel. Isso porque determinados itens podem causar intoxicação ou alergia e as mães precisam saber se a criança pode ou não usar aquele produto”, explica Maria Inêz Almeida, gerente de qualidade e produtos certificados do ITPS, órgão executor das atividades do Inmetro em Sergipe.
O ITPS alerta aos comerciantes e consumidores que os artigos escolares vendidos a varejo, como canetas, lápis e borrachas, devem ser expostos dentro da embalagem original, já que esta contém o selo do Inmetro e informações do fabricante. Para os consumidores, outra recomendação é evitar as compras no mercado informal. “Neste tipo de mercado é comum encontrarmos embalagens com informações em língua estrangeira e até mesmo sem os dados do fabricante. Geralmente são produtos que não passaram pelos testes do órgão regulamentador, que é o Inmetro”, alerta Maria Inêz.

Fiscalização

Comerciantes cujos produtos estiverem sem o selo do Inmetro poderão ser penalizados, com advertências, apreensão do produto e multas que variam de R$ 100 a R$ 1,5 milhão, de acordo com o estabelecido na Lei n.° 9.933/99. O consumidor que encontrar irregularidades pode denunciar na Ouvidoria do ITPS por meio do telefone (79) 3179-8055 e do email ouvidoria@itps.se.gov.br.

Beijos

Siga-nos nas redes sociais:
@conversinhademae (no Instagram)
@conversinhadmae (no Twitter)


Curta nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/conversinhademae

Fonte: Ascom ITPS

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Visão: importância dos cuidados desde a infância

Com a proximidade da volta às aulas, alguns pais acabam lembrando da necessidade de observar se está tudo bem com a saúde dos olhos dos filhos. Assim como a gente aproveita esse período de férias para um check-up médico e odontológico, é bom também colocar na listinha de prioridades uma visita ao oftalmologista, mesmo que a criança não apresente nenhum problema aparente. 

Em alguns casos, elas dão alguns sinais de que algo pode não estar bem com seus olhinhos. Mas nem sempre isso é tão perceptível. Por isso é imprescindível atenção redobrada tanto dos pais como das pessoas que estão mais perto da criança, como professores ou avós, tios, babás, para que, se houver algo, seja detectado logo no início. Uma boa visão é fundamental para o desenvolvimento dos pequenos e, no caso daqueles que já estão na escola, para que não traga prejuízos ao aprendizado.

Para esclarecer algumas dúvidas e dar algumas orientações, o Conversinha de Mãe entrevistou a médica especialista em Oftalmologia Pediátrica, Catarata Congênita e Estrabismo, Lusa Reis. Ela esclarece que não existe uma frequência exata para que os pais levem as crianças ao oftalmologista. Isso vai depender da existência ou não de alguma doença oftalmológica na criança. Para aquelas que tiveram seu último exame normal, a orientação é um retorno anual.

“O que percebo no dia a dia é que alguns pais são fiéis ao retorno. Outros, nem tanto. Então, estabelecemos um prazo padrão para que mesmo aqueles ‘atrasados’ não sejam tão prejudicados com isso”, disse. No entanto, se a criança apresenta algum problema como miopia, hipermetropia, astigmatismo ou estrabismo os retornos têm que ser mais frequentes: a cada dois, três ou seis meses, dependendo de cada caso.

Primeira consulta
A médica observa que é importante que a primeira consulta oftalmológica da criança seja ainda na maternidade ou até o primeiro mês de vida do bebê, nos consultórios oftalmológicos, para que ele seja submetido ao Teste do Olhinho ou Teste do Reflexo Vermelho. “Após esse teste deve ter outra consulta com oftalmologista especialista em crianças com seis meses a um ano, depois com três a cinco anos e depois dos sete anos anualmente, supondo que todas as avaliações foram normais”, esclareceu.

Se esses prazos de ida ao oftalmopediatra forem seguidos, não há necessidade de levar os pequenos ao médico para uma revisão de volta às aulas, pois a criança estará com certa segurança de ter algum probleminha nos olhos diagnosticados precocemente. “Ou seja, não precisa esperar o início das aulas para ir ao oftalmologista. Esse acompanhamento deve ser feito durante toda vida, e com especial cuidado na primeira e segunda infância (dos zero aos sete anos). No período da alfabetização a exigência visual se torna maior, então, se os pais ainda não levaram seus filhos em consulta antes, esse período é momento”, observou Lusa.

Consequências
Os problemas de visão podem causar algumas dificuldades no aprendizado. A criança que não vê bem pode ter prejuízos em vários âmbitos da vida, além do aprendizado. A depender do grau de baixa visual a criança pode até ter seu desenvolvimento neuropsicomotor atrasado. “Como diz o filósofo: ‘Os olhos são a janela da alma e o espelho do mundo’. Ele não estava errado, pois realmente é através da nossa visão que recebemos todo aprendizado de vida e com isso expressamos através de atos e pensamentos”, destacou. 


A boa notícia é que as doenças que causam cegueira são raras na infância. Lusa disse que, dentre as doenças raras, mas que podem causar baixa visual, destacam-se a desnutrição (principalmente deficiência de vitamina A), catarata congênita, glaucoma congênito, opacidades de córnea causada por ulceras decorrentes de conjuntivite bacterianas, retinopatia da prematuridade e cicatrizes na retina. Por isso é tão importante esse acompanhamento oftalmológico desde a primeira infância.

Beijos

Siga-nos nas redes sociais:
@conversinhademae (no Instagram)
@conversinhadmae (no Twitter)

Curta nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/conversinhademae

domingo, 8 de janeiro de 2017

Estreia exposição “O Fantástico Corpo Humano” em Aracaju

Foi aberta neste sábado, dia 7, em Aracaju, a exposição internacional “O Fantástico Corpo Humano, da Artbhz. A mostra, considerada o maior laboratório de anatomia itinerante do mundo, vai possibilitar uma verdadeira viagem pela anatomia humana, permitindo que os visitantes entendam mais sobre seus próprios corpos e, assim, ensinar como cuidar da saúde e optar por estilos de vida mais saudáveis. A exposição acontece no Shopping Riomar Aracaju, a partir das 14 horas.

O “Fantástico Corpo Humano” é uma viagem fascinante pelo próprio corpo. E a exposição é desenhada justamente para isso, pois sob a pele, uma série de sistemas intrigantes e órgãos trabalham segundo após segundo, para nos manterem vivos. A exposição já passou por países como Alemanha, França, Portugal, Estados Unidos, Argentina, México e viaja pelas principais cidades do Brasil, totalizado mais de 20 milhões de visitantes.

A visita não tem tempo limitado e não são guiadas, os visitantes poderão percorrer os salões livremente, mas existem monitores de plantão para dar informações adicionais quando solicitado. As galerias serão divididas pelos sistemas do corpo e por cores: esquelético, muscular, nervoso, respiratório, digestivo, cardiovascular, circulatório e reprodutivo, além de mostrar a vida fetal e a medicina moderna. Ao longo da exposição, os visitantes descobrem os detalhes do funcionamento dos órgãos.

A exposição é um mergulho tridimensional para dentro desses sistemas. “Os corpos não estão protegidos por nada. Os visitantes poderão observar todos os detalhes sem nenhuma vitrine, mas os órgãos estão todos dispostos em vitrine em razão da delicadeza e tamanho das peças. Vale lembrar que todas as peças são de corpos de verdade. Apenas os olhos são de acrílico”, diz Ruth Carvalho, responsável pelo gerenciamento da mostra. 
Os corpos são reais e foram doados à ciência para fins didáticos. Tudo passou por um complexo processo chamado plastinação, que substitui toda água e gordura do corpo por polímeros plásticos. Dessa forma, os corpos não cheiram e nem se decompõem, e até retêm a maioria de suas propriedades originais.

A exposição ajuda a ver e compreender as doenças de maneira nova, pois enfatiza problemas de saúde como câncer de mama, câncer de cólon, cirrose hepática (do fígado), gravidez ectópica, artrite, osteoporose e fraturas ósseas. A exposição também ilustra danos ou lesões a órgãos, como os causados por tabagismo e obesidade.

Em curta temporada em Aracaju, a exposição acontece de segunda a sábado, das 14h às 17h, e aos domingos e feriados, das 12h às 19h. os ingressos custam, de segunda a sexta: R$ 25 (meia) e R$ 50 (inteira). Aos sábados, domingos e feriados, R$ 30 (meia) e R$ 60 (inteira). A meia-entrada é válida para estudantes, professores, doadores de sangue, maiores de 60 anos e os ingressos estão à venda na bilheteria da exposição.

Beijos

Siga-nos nas redes sociais:
@conversinhademae (no Instagram)
@conversinhadmae (no Twitter)

Curta nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/conversinhademae

Fotos: Mário Águas