segunda-feira, 18 de julho de 2016

Campanha por parquinhos infantis com mais segurança

No mês de abril, publiquei um post aqui falando sobre a falta de manutenção em alguns parquinhos aqui na cidade e os perigos disso para a segurança das crianças que brincam neles, com algumas dicas de cuidados para evitar algum acidente. Esse é um problema não exclusivo daqui (infelizmente!), mas que ocorre em todo país. Prova disso que entre os anos de 2008 e 2013, mais de 4 mil crianças foram internadas em hospitais públicos em decorrência de acidentes em parquinhos e 18 morreram.

E é justamente com o objetivo diminuir esses números que a ONG Criança Segura e o portal Papo de Mãe encamparam a campanha “Quero meu parquinho seguro”. Através dela, o propósito é conscientizar sobre os problemas que existe referentes às más condições de vários brinquedos em parquinhos e dialogar com as autoridades responsáveis para que os parquinhos sigam uma diretriz mínima de segurança.

A partir dessa mobilização da campanha, espera-se que se dê força às iniciativas legais que já existem que garantam que as normas mínimas de segurança sejam seguidas pelos fabricantes de equipamentos de playground. Além disso, há ainda um projeto de lei que tramita no Congresso Nacional e que deseja tornar obrigatório o uso da norma da ABNT na construção e manutenção dos parquinhos para que sejam mais seguros para as crianças.

Na realidade, já existe uma norma técnica para garantir a segurança das crianças ao brincarem nos parquinhos, a ABNT NBR 16071:2012 – Playgrounds. Ela traz diversos itens a serem seguidos na construção destes espaços de forma segura. Inclusive, a campanha já recebeu o apoio da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

Às mamães, pais ou responsáveis que quiserem aderir à campanha é fácil. Basta tirar uma foto de algum parquinho que apresente risco para a criança ou o relato de um acidente que tenha ocorrido nesses locais e postar nas redes sociais Instagram, Facebook ou Twitter com hashtag #queromeuparquinhoseguro. Simples, não?

Vamos nos mobilizar, então?

Beijos

Siga-nos nas redes sociais:
@conversinhademae (no Instagram)
@conversinhadmae (no Twitter)


Curta nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/conversinhademae

Nenhum comentário:

Postar um comentário