terça-feira, 5 de maio de 2015

Diabetes: estresse infantil aumenta risco da doença

Ano após ano, o número de casos de diabetes em crianças vem crescendo em todo mundo. Vários fatores, a exemplo da obesidade, estão relacionados a esse crescimento. No Brasil, estima-se que exista mais de 1 milhão de crianças com diabetes, segundo dados da Associação de Diabetes Juvenil. Mas agora um estudo mostrou que outros motivos podem estar colaborando para o aumento do risco da doença no público infantil.


Pesquisadores da Universidade Linköping, na Suécia, diante do aumento do número de casos de diabetes entre as crianças, decidiram estudar fatores ambientais que poderiam influenciar o desenvolvimento da doença na infância e observou que aquelas que presenciaram eventos traumáticos nessa fase da vida tinham risco três vezes maior de desenvolver diabetes do tipo 1.

Entre os fatos traumáticos analisados que poderiam influenciar situações como divórcio, morte ou doença de familiar. Isso, somado à falta de suporte dos pais nos primeiros 14 anos de uma pessoa, pode ser um fator de risco para a doença. A gente sabe que hoje cada vez mais esses episódios estão presentes no dia a dia das famílias. Em alguns casos, não há muito a se fazer para evitar, mas todos podemos dar um pouco da nossa contribuição para que, pelo menos, nossos pequenos tenham o suporte necessário nessas situações de estresse.

A pesquisa analisou mais de 10.000 famílias suecas com filhos de dois a 14 anos. No estudo, 58 crianças foram diagnosticadas com a diabetes tipo 1. Os pesquisadores observaram que aquelas que vivenciaram um evento traumático na infância tiveram três vezes mais risco de desenvolver a doença do que as que não vivenciaram.

Eles chegaram a essa conclusão depois de ajustar outros fatores de risco para a enfermidade, como predisposição genética para diabetes e escolaridade dos pais. Para os pesquisadores suecos, o estresse psicológico deveria ser tratado como um risco em potencial e, portanto, examinado com mais profundidade e levado em conta em futuros estudos epidemiológicos.

O diabetes tipo 1 é uma doença autoimune, causada pelo próprio organismo, que destrói as células que produzem insulina. A vasta maioria da população possui diabetes tipo 2, causada pela dificuldade do organismo de absorver a insulina produzida. Ela é mais frequente em pessoas acima do peso e após os 30 anos, embora seu diagnóstico tenha aumentado entre jovens. Predisposição genética, hábitos alimentares, sobrepeso e stress podem ser gatilhos para os dois tipos de diabetes.

Beijos

Siga-nos nas redes sociais:
@conversinhademae (no Instagram)
@conversinhadmae (no Twitter)

Curta nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/conversinhademae


Com informações da Sociedade Brasileira de Diabetes

Nenhum comentário:

Postar um comentário