domingo, 7 de dezembro de 2014

2 anos: tudo simples, em casa, com muito amor



Lá se vai quase um mês e eu sem tempo de parar com calma para compartilhar com vocês como foi o aniversário de 2 anos de minha pequena Rebeca. Esse ano, mesmo com as finanças um pouco comprometidas, não podíamos deixar de comemorar esse momento tão importante que é celebrar a vida.

Resolvemos então fazer uma festinha no nosso apartamento (ou seria ‘apertamento’ rsrsrs) mesmo, só com nós, os avós, tios e priminhos. Pra ela, já era uma festa. Dias antes, só falava nisso: “aniversário de Bebeca”.

Depois de pensar em Patati Patatá e Peppa Pig, escolhi o tema “Dora a Aventureira” um dos desenhos favoritos dela. Esse ano, foi tudo feito em casa, de decoração a salgados, docinhos, cupcakes e bolo.

Ah, vou confessar: o bolo merece um capítulo à parte. Gente, foi uma verdadeira aventura. Isso pra não usar o termo D-E-S-E-S-P-E-R-O!!!!!!!! Como disse, fiz tudo em casa e entre uma coisa e outra fui fazendo os bolos para ir recheando e cobrindo. A ideia era um naked cake delicioso, com recheio de quatro leites e brigadeiro de caramelo, com cobertura de ganache de chocolate preto.

Tudo indo muito bem, bolinhos fofos, recheios saborosos (claro que eu experimentei!). Mas quando foi na hora da montagem, já perto do horário da chegada dos convidados, quando coloquei a última camada e comecei a colocar a ganache simplesmente o bolo começou a abrir. Parecia uma erosão no solo. Bateu o desespero, chamava minha filha Beatriz sem saber o que fazer. Loucura!!!!!!
Já com o bolo esparramado, quase chorando liguei pro meu marido para contar o que tinha acontecido. Se eu não sabia o que fazer, imagine ele de longe. Foi mais pra desabafar. Estava decidido que a festa seria com o que tinha dado certo, sem bolo para parabéns, quando eu tive uma (brilhante!) ideia: se o bolo está destroçado, mas está gostoso, não quero (nem tinha coragem) de jogar no lixo. Liguei para meu marido de novo e pedi que comprasse uns potinhos plásticos com tampa.
Tinha ainda umas etiquetas adesivas da Dora que havia usado para os toppers dos cupcakes e transformei o que era o bolo dos parabéns em bolo de pote. Posso dizer? Ficou uma delícia!!! Caprichei com o recheio que havia sobrado e ficou nota 10 – modéstia à parte!
A mesa ficou uma gracinha – na minha opinião – com os cupcakes, brigadeiros, bolo de pote e, sim, teve bolo para colocar velinha e cantar parabéns. Dos bolos que tinha feito, tinha sobrado um. Mesmo com uma camada só, coloquei a ganache, decorei com uns brigadeiros e pronto. Tudo resolvido!

No final, tudo deu certo e a felicidade dela dava gosto de ver, não parava de saltar de alegria. Toda serelepe no vestido que ganhou, feito pelas mãos divinas da vovó Taíde.

Beijos

Siga-nos nas redes sociais:
@conversinhademae (no Instagram)
@conversinhadmae (no Twitter)


Curta nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/conversinhademae

2 comentários:

  1. Linda festa, linda Rebeca, lindo vestido... tudo lindo!
    Fiquei morrendo de vontade de comer esse bolo kkkkk.
    bjo, parabéns Edjane pela criatividade.

    ResponderExcluir
  2. Nossa, adorei a ideia do bolo no potinho, um máximo! Parabéns pela criatividade!!
    Bjks
    http://blogdalidianaleite.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir