quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Crianças devem passar por adaptação gradual ao horário de verão

No próximo domingo, dia 19, começa o horário de verão nos Estados das regiões Sul, Sudeste e Centro-oeste do Brasil. Os relógios deverão ser adiantados em uma hora, até o dia 22 de fevereiro do próximo ano. E, embora o horário de verão aconteça todos os anos, e sempre a mesma coisa: quase todo mundo reclama, é uma hora a menos de sono, o corpo sente, o enfado bate, etc e tal.

E para que a mudança no relógio seja sentida com o menor impacto possível pelo corpo, a psicóloga Carmen Alcântara, especialista em distúrbios do sono, sugere uma adaptação gradual. “Vale a pena fazer um preparo antes do início do horário de verão, principalmente em crianças até cinco anos”, observa.

A sugestão é que, dias antes, as crianças sejam colocadas para dormir 15 minutos mais cedo a cada dia, até chegar a uma hora a menos do horário habitual da criança dormir. O mesmo esquema deve ser adotado pela manhã, acordando a criança 15 minutos mais cedo. “Para crianças maiores de cinco anos, esse processo pode ser feito dois dias antes, levando a criança para cama meia hora mais cedo nas duas noites que antecedem a mudança do horário e acordando também, meia hora mais cedo dois dias antes”, complementa Carmen. Já os adultos, basta que no domingo durmam mais cedo para não se sentirem muito cansados na segunda-feira.

A manobra de adiantar os relógios para aproveitar melhor as horas de sol e, assim, economizar energia, pode atrapalhar a qualidade do sono no começo, mas não causa nenhum distúrbio do sono na criança, garante a psicóloga. “Mesmo que elas se ressintam nos primeiros dias e até na primeira semana (caso não tenha sido feito um preparo), o relógio biológico irá se adaptando gradativamente à mudança, desde que sejam mantidas as rotinas e ritmos da criança”.

Então, força pra quem está em regiões que terão o horário de verão. Não é o meu caso aqui no Nordeste.

Beijos

Siga-nos nas redes sociais:
@conversinhademae (no Instagram)
@conversinhadmae (no Twitter)

Curta nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/conversinhademae


Fonte: Bruna Ramos - Portal EBC

Nenhum comentário:

Postar um comentário