quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Ainda do fim de semana: Fici leva cerca de 12 mil pessoas ao cinema em Aracaju

Retomando a rotina aqui no blog depois do começo de semana tumultuado... Ainda bem que aproveitamos o final de semana. E, claro, fomos acompanhar os últimos dias do Festival Internacional de Cinema Infantil (FICI) que aconteceu aqui na cidade. Bem legal, com cinema para a garotada. Aqui em Aracaju, a programação aconteceu do dia 10 ao dia 19 de outubro. Nessa 11ª edição do Festival aqui na capital sergipana, o Cinemark Jardins recebeu um público de cerca de 12 mil pessoas que foram prestigiar o evento que recebeu mais de 100 produções de qualidade ao público infanto-juvenil.

Enquanto a criançada era recepcionada por artistas circenses com pernas de pau e muita brincadeira, as telinhas do Cinemark exibiam, de forma simultânea, filmes nacionais e obras produzidas em mais de 25 países como França, Estados Unidos e Canadá. Minha Bia aproveitou sábado para fazer uma “tatuagem” para deixar registrado o FICI.
Bia e sua tatoo temática
A produtora local do Festival, Deyse Rocha, acredita que o FICI em Aracaju cumpriu sua missão, ao oferecer a oportunidade de articulação entre os jovens e aqueles que fazem cinema.  “A cada edição o festival consegue se superar, quer seja em público, quer seja em sua programação. Este projeto promoveu um intercâmbio entre sala de aula e cinema, onde tivemos a presença de muitas escolas e crianças que vieram pela primeira vez ao cinema. Isso é motivo de muita alegria e emoção para todos nós”, conta a produtora.

Sessões especiais
Durante o Festival, os filmes foram exibidos ao público através de sessões temáticas, a exemplo do “Pequeno Jornalista”, que permitiu ao público mirim aliar as reflexões da obra assistida com alguns conceitos jornalísticos apresentados pela jornalista sergipana Priscila Andrade.

A Mostra “Novos Jovens” também integrou a programação do FICI, em Aracaju, a partir de filmes que retrataram a desconstrução de conflitos naturais na pré-adolescência, além das diversas motivações de crianças, independentes da realidade a qual vivenciam. A psicóloga Lilian Levy foi a responsável pelo debate.
Rebeca toda na pose conferindo a programação
Em continuidade às atividades do Festival, as crianças participaram de uma dinâmica que integrou ciência e cinema na sessão “Pequeno Cientista”, proporcionado discussões acerca do filme apresentado (A Marcha dos Pinguins) com a presença da bióloga Silvânia Vieira. 

Já a sessão "Pré-Estreia Brasil" trouxe a animação brasileira “Até que a Sbornia nos Separe”, de Otto Guerra e Ennio Torresan Jr, inédita em Aracaju.  Na oportunidade, o público teve contato com a codiretora de arte do filme, Pilar Prado, que interagiu com público após a exibição.

O Festival
O Festival Internacional de Cinema Infantil é realizado pela Copacabana Filmes e Produções. Em Sergipe, teve a produção local da AvBr Produções. Nacionalmente, o FICI completa 12 anos celebrando os números que fazem da mostra a principal do gênero no país. Do começo modesto, com apenas 15 filmes de nove países, sendo cinco do Brasil, o festival já soma hoje 570 filmes exibidos e um público total superior a 1 milhão de espectadores.

Através de Lei de Incentivo à Cultura, o Festival tem coprodução da AvBr Produções e Espaço Z e conta com o apoio local da Casa Curta-SE, TV Sergipe, Ativa Comunicação Mundial, Superlux, Unit, Infonet, Shopping Jardins e Fundação Aperipê, patrocínio do BNDES, Petrobras, OI, Outback Steakhouse, Cinemark e Prefeitura e Governo do Rio de Janeiro. A produção e realização é da Copacabana Filmes e Produções.

Beijos

Siga-nos nas redes sociais:
@conversinhademae (no Instagram)
@conversinhadmae (no Twitter)

Curta nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/conversinhademae


Foto 1: Jouis

Nenhum comentário:

Postar um comentário