quarta-feira, 13 de agosto de 2014

“O Corcunda de Notre Dame” será apresentado, sábado, na programação do Palco Giratório

Depois de percorrer algumas capitais do Nordeste e do Sudeste, o premiado musical “O Corcunda de Notre Dame”, da Cia das Artes Tetê Nahas, sediada em Aracaju (SE), está de volta aos palcos sergipanos. Dessa vez, o espetáculo fará a abertura do Palco Giratório do Sesc/SE, no teatro Atheneu, neste sábado, dia 16, às 17 horas. Uma boa notícia é que o acesso aos espetáculos será possível com a doação de apenas dois quilos de alimentos não perecíveis, que serão destinados ao Programa Mesa Brasil Sesc. Os convites serão distribuídos uma hora antes do espetáculo na bilheteria do teatro.

“Estou bastante orgulhosa por estar de volta ao meu Atheneu, teatro que sou apaixonada, onde comecei, ainda menina, na arte de interpretar, onde vivi tantos momentos marcantes como atriz e bailarina. Estar de volta àquele palco, com minha companhia, muito mais que emblemático para mim, é mesmo emocionante. E mais feliz ainda por estar encerrando esse ciclo de 11 apresentações de nosso espetáculo”, disse Tetê Nahas.

A atriz e diretora acrescentou ainda que essa temporada só foi possível graças a um prêmio, o Myriam Muniz. Durante a turnê, a Companhia ganhou mais um prêmio, o de recorde de público em São Paulo. “Mas nosso maior prêmio, com certeza, é o aplauso, a torcida e a vibração dos sergipanos. Aqui é nosso chão, nosso lar, nossa terra, nossa casa. Agradeço a cada um que puder ir lá. Basta chegar uma hora antes e trocar dois quilos de alimentos pelo ingresso e conferir o nosso espetáculo”.
O espetáculo
Musical adaptado do texto de Victor Hugo, é uma aventura que fala de amor, amizade e respeito, além de preconceitos existentes na sociedade. São 20 atores que, além do texto, cantam belas canções (ao vivo) e executam coreografias. A peça conta a história de Quasímodo, um corcunda que mora enclausurado, desde a infância, nos porões da catedral de Notre Dame. Um dia, Quasímodo decide sair da escuridão em que vive e conhece Esmeralda, uma bela cigana por quem se apaixona. Mas para conseguir concretizar seu amor ele terá que enfrentar o poderoso Claude Frollo, e seu fiel ajudante, Febo.

A Companhia
A Companhia das Artes Tetê Nahas, foi fundada em 2012, pela atriz e bailarina sergipana Tetê Nahas. Com vasta experiência em teatro e dança, Tetê, que integrou vários grupos cênicos no estado nas duas áreas e que também trabalhou com cantora backing vocal, sentiu a necessidade de fazer um grupo que unisse essas três linguagens, daí o nome “Companhia das Artes”, ou seja, reúne todas as artes. No repertório, o musical “ O Corcunda de Notre Dame”. Em 2013, a Companhia ganhou o Prêmio Myriam Muniz, do Ministério da Cultura. Com o prêmio, a Companhia faz uma temporada de 11 apresentações em Maceió, São Luiz do Maranhão, Recife, Aracaju, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e São Paulo.

O projeto
A 17ª edição do Palco Giratório – projeto do Sesc que leva espetáculos culturais para todas as regiões do Brasil – será realizado em Aracaju de 16 a 26 de agosto em diversos pontos culturais das cidades.

Além das apresentações principais, o evento conta com atividades paralelas junto ao público, como o Pensamento Giratório, espaço no qual são discutidos estudos culturais com a comunidade; oficinas e intercâmbios, encontros de grupos locais com os grupos integrantes do circuito para troca de ideias.

Segundo a diretora regional do Sesc, Excelsa Machado, o projeto é uma ação ímpar, no cenário cultural brasileiro, reafirmando a cada edição o seu compromisso com o desenvolvimento, a transformação e a difusão das artes cênicas a partir da circulação de espetáculos, grupos de teatro, dança, circo e intervenções urbanas.

Em Aracaju, a programação terá início dia 16 de agosto e segue até o dia 26, com a apresentação de sete espetáculos, realização de seis oficinas, intercâmbio e intervenção urbana.

Fica a dica então.

Beijos

@conversinhademae (no IG)
@conversinhadmae (no Twitter)

Nenhum comentário:

Postar um comentário