sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Aprenda a deixar o ambiente do bebê mais seguro

A chegada do bebê deve vir acompanhada de alguns cuidados especiais para protegê-lo de todas as ameaças que possam existir “lá fora”. Mas, e os perigos que estão próximos ou dentro de casa? Itens aparentemente inocentes, como a torneira do banheiro ou um botão perdido, de repente, têm uma grande importância, quando há um bebê no ambiente. Até mesmo produtos feitos para ninar ou entreter a criança podem, às vezes, ser perigosos. Saiba mais sobre medidas de segurança que irão ajudá-lo a deixar o ambiente do bebê mais seguro.

Como proteger o seu bebê dos acidentes

• Corte os alimentos em pedaços bem pequenos na hora de alimentar a criança;

• Bebês devem dormir em colchão firme, de barriga para cima, cobertos até a altura do peito com lençol ou manta presos embaixo do colchão e os bracinhos para fora. O colchão deve estar bem preso ao berço (não mais que dois dedos de espaço entre o berço e o colchão) e sem qualquer embalagem plástica. Conheça a campanha da Pastoral da Criança sobre a posição correta do bebê dormir;

• Seja especialmente cauteloso em relação ao berço. Procure berços certificados pelo Inmetro, conforme as normas de segurança da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). Fique atento às grades de proteção do berço, que devem estar fixas e não devem ter mais que 6 cm de distância entre elas;

• Remova do berço todos os brinquedos, travesseiros e objetos macios quando o bebê estiver dormindo, para reduzir o risco de asfixia;

• Compre somente brinquedos apropriados para o bebê. Objetos pequenos e partes pequenas de brinquedos podem causar sufocação. Verifique as indicações de idade no selo do Inmetro. Tenha certeza de que o piso está livre de objetos pequenos como botões, colar de contas, bolas de gude, moedas, tachinhas. Tire esses e outros pequenos itens do alcance do bebê;

• Tenha certeza de que materiais de limpeza, remédios e vitaminas estão trancados e longe do bebê. Tire plantas venenosas do alcance deles;

• Considere a compra de cortinas ou persianas sem cordas para evitar que crianças menores corram o risco de estrangulamento;

• Nunca deixe as crianças, sem vigilância, próximas a pias, vasos sanitários, banheiras, baldes e recipientes com água. Esvazie-os logo depois de usá-los. Guarde baldes e recipientes de cabeça para baixo;

• A maioria das queimaduras com bebês, especialmente entre as idades de seis meses a dois anos, é causada por comidas e líquidos quentes derramados na cozinha. A água quente da pia e da banheira é também responsável por muitas queimaduras em crianças; essas tendem a ser mais graves e cobrem uma porção maior do corpo do que as ocasionadas por outros líquidos quentes;

• Sempre teste a temperatura da água do banho, usando o dorso da mão ou o cotovelo, movimentando a água de um lado para o outro para misturar toda a água quente com a fria;

• Evite carregar comidas ou bebidas quentes quando estiver próximo ao bebê;

• Não use toalha comprida na mesa. O bebê pode puxá-la e derrubar utensílios e líquidos quentes sobre ele;

• Não use andador com rodas, prefira o cercado (chiqueirinho);

• Instale telas ou grades nas janelas e sacadas. Nunca coloque berços ou outros móveis próximos de uma janela;

• Procure adquirir móveis com pontas arredondadas ou considere o uso de pontas de silicone (protetores de quinas) vendidas em lojas de artigos infantis;

• Evite móveis com vidro ou outro material que possa quebrar e cortar;

• Mantenha uma mão no bebê enquanto troca as fraldas. Não deixe o bebê sozinho em mesas, camas ou outros móveis;

• Em um acidente de carro, uma cadeirinha de segurança instalada e usada corretamente reduz em 71% o risco de um bebê morrer. Entretanto, é estimado que a maioria das crianças está sendo transportada no carro desprotegida ou de forma incorreta. Use a cadeirinha em qualquer trajeto, desde a saída da maternidade. Bebês devem viajar no bebê-conforto, instalado de costas para o movimento do veículo, até completarem um ano de idade e pesarem pelo menos 13 Kg. Nunca coloque a criança no banco da frente de um carro.

Dicas muito, muito úteis mesmo.

Beijos

@conversinhademae (no IG)
@conversinhadmae (no Twitter)

Fonte: ONG Criança Segura
Foto: Leoferr/CC

Nenhum comentário:

Postar um comentário