segunda-feira, 2 de junho de 2014

Sono de mãe é sagrado

Passar cada minuto ao lado do bebê é o desejo de qualquer mãe. Desde os primeiros meses de vida do filho, qualquer gesto, choro ou sorriso se tornam únicos e apaixonantes. Mas, é também a fase em que a mamãe pouco dorme, pois, neste período, é necessário levantar muitas vezes durante a madrugada para as trocas eventuais de fraldas e as mamadas noturnas.

De acordo com a consultora do Sono Renata Federighi, no primeiro ano de vida do bebê é quase impossível que a mulher consiga dormir muitas horas, entretanto, não há motivos para desespero. “Além de toda a atenção e cuidado que uma criança precisa, a mãe, hoje em dia, realiza outras obrigações fora de casa, como trabalho, estudo, etc. No entanto, mais importante que a quantidade de horas dormidas, é a qualidade do sono, que precisa passar por todos os estágios necessários para a recuperação das energias”, explica.

No ser humano o ciclo do sono é formado por cinco estágios e se repete durante quatro ou cinco vezes enquanto dormimos. Ele também se divide em dois tipos fisiologicamente distintos – o NREM (Non Rapid Eye Movement ou "Movimento Não Rápido dos Olhos"), que ocupa cerca de 75% do tempo do sono, e o REM (Rapid Eye Movement ou "Movimento Rápido dos olhos"), quando acontecem os sonhos e se acorda com mais facilidade. A especialista explica que a interrupção de qualquer uma dessas fases é responsável pelo sono de má qualidade. “Mas, medidas simples como, por exemplo, a postura correta ao dormir, ambientes ventilados e a prática de hábitos de vida saudáveis, podem auxiliar para um descanso de mais qualidade”, destaca.

Renata dá algumas dicas para ajudar as mamães realizarem todos os cuidados que um bebê precisa, sem perder o sono por completo:

- Aproveite para tirar um cochilo à tarde junto com o filhote. Este tempinho de repouso ajuda a recuperar as energias e a repor o sono perdido durante a noite. Isso vai contribuir bastante para a sua saúde e disposição;

- A postura correta ao dormir é imprescindível para um repouso de qualidade. A posição de lado é a mais indicada pelos especialistas. Utilize um travesseiro para apoio da cabeça, em altura que se encaixe perfeitamente entre ela e o colchão, formando um ângulo de 90 graus no pescoço. Os joelhos devem estar semiflexionados com um travesseiro Rolinho, por exemplo, entre eles;

- Peça ajuda à família. Nos primeiros meses de vida, o bebê acorda muito durante a noite, portanto, conte com o apoio do marido, da babá ou da vovó para revezar na hora de levantar no meio da noite. Assim você poderá descansar mais;

- Para evitar que seu bebê troque o dia pela noite, deixe o ambiente bem iluminado durante o dia e mais escuro à noite. Um ambiente escuro colabora para um sono revigorante, já que na claridade as produções de cortisol e melatonina são interrompidas, dando uma sensação de cansaço pela manhã;

- Utilize no quarto do seu filho os intercomunicadores. Os aparelhos são úteis para ouvir quando o bebê fizer algum ruído e pode ser colocado próximo à criança. Alguns intercomunicadores emitem sinal ótico, alarme vibratório e câmera integrada para que os pais possam visualizar o bebê.

E, mamães, não deixem de aproveitar cada minutinho que tiver que possa ser revertido em uma sonequinha. Seu corpo e sua mente agradecem. Vamos deixar de muita neura com o estado da casa e, ao invés de aproveitar o soninho do bebê para dar aquela arrumada na área de serviço ou até mesmo fazer uma mini faxina, vamos descansar também.

Beijos

@conversinhadmae


Com informações da Duoflex

Nenhum comentário:

Postar um comentário