quarta-feira, 2 de abril de 2014

Pai cria parque para crianças com deficiência, após perda trágica da filha

Pouco tempo depois de largar a frenética vida de executivo financeiro em um banco, justamente para se dedicar mais à família e ficar com a filha Anna Laura, de três anos, Rudi Fischer não imaginava que seria sofreria um duro golpe do destino. Apenas um mês depois de ter passado a trabalhar em casa, aproveitando todos os momentos ao lado da filha, a garotinha morreu tragicamente em um acidente de carro.
Rudi quis com o parque fazer algo importante pela memória
da filha Anna Laura e ajudar outras crianças
Apesar da dor (imagino uma sofrimento indescritível), o executivo decidiu fazer uma viagem a Israel, com o objetivo de amenizar o que estava sentindo e também para aprofundar seus conhecimentos sobre o judaísmo. E foi durante a viagem que Rudi se deparou, por acaso, com um parque que possuía um escorregador projetado especialmente para crianças com deficiência.

Surgiu então a ideia de ele fazer algo realmente importante em memória à filha que havia perdido. Começou aí o projeto do primeiro parque infantil adaptado para crianças com portadoras de deficiência, inaugurado no início desse ano. O parque, que se chama “Anna Laura Parque para Todos”, está localizado no Parque da Mooca, na zona leste de São Paulo, e foi criado para oferecer o máximo de acessibilidade para atender variados tipos de necessidades especiais.
Ao todo, o parque conta com 15 peças que tiveram seu design concebido com a ajuda de arquitetos e engenheiros voluntários, e terapeutas da AACD. O pai bancou todo projeto, onde foram investidos R$ 120 mil na sua criação. “É emocionante poder ajudar o próximo por meio de uma homenagem à minha filha”, disse Rudi que pretende lançar um livro contando a história de sua filha ainda esse ano e fundar uma ONG de auxílio a pais de luto. A expectativa é que a ideia se espalhe para outros locais do país.


Fonte e fotos: Arquitetura Sustentável

Nenhum comentário:

Postar um comentário