quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

A história do Natal contada de maneiras diferentes

Festa mais tradicional e, provavelmente, a mais comemorada no mundo, o Natal hoje pode ser contado às crianças (e aos adultos também!) de uma maneira diferente, mas sem perder a essência que é contar o nascimento de Jesus, há mais de dois mil anos. Uma dessas novidades é a História do Natal ilustrada com o brinquedo LEGO. Isso mesmo, a Editora Nossa Cultura lançou este ano o livro “A História do Natal – A Bíblia em Bloquinhos”, para celebrar a data mais importante do ano.

De autoria do inglês Brendan Powell Smith, o livro combina o uso dos bloquinhos de montar LEGO com uma das celebrações mais aguardadas no mundo. Crianças de todas as idades vão amar ver a cena de Belém – com Maria, José, os três magos, os anjos, os pastores e o menino Jesus, envolto em panos deitado numa manjedoura – tudo criado usando o seu brinquedo predileto.
O autor da obra cria um mundo mágico de “blocos”, em torno de um texto simplificado, sobre a concepção da Virgem Maria, o Censo, a Estrela de Belém, e a promessa que um bebê traz ao mundo. O livro aborda as questões mais difíceis de serem discutidas com as crianças, como a gravidez de Maria que é um evento inexplicável. Os adultos aceitam pela fé, mas, muitas crianças ainda não entendem como são feitos os bebês. Então, de alguma forma, elas aceitam o nascimento pela fé.
Os pais podem explicar para seus filhos que Maria era especial, porque foi escolhida por Deus para ser mãe de Jesus. O Natal é um momento para celebrar o nascimento de Jesus, e agora crianças e adultos vão relembrar o nascimento do Salvador que é trazido à vida através do livro A História do Natal – A Bíblia em Bloquinhos.

Outra maneira bem interessante, e diferente, de contar a linda história do nascimento de Jesus é através do Cordel. Esse tipo de literatura, baseada na combinações de versos rimados, é muito comum na região Nordeste. Vi esse vídeo e achei uma graça. Vale a pena dar uma olhada.
Beijos


@conversinhadmae

Nenhum comentário:

Postar um comentário