segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Aprender uma segunda língua

Antigamente acreditava-se que aprender uma segunda língua durante a infância poderia atrapalhar as fases do desenvolvimento infantil e o desenvolvimento da língua materna. Hoje com estudos científicos sobre o aprendizado de línguas sabe-se que é bem o contrário: saber outro idioma pode ajudar a entender melhor e a aprimorar a língua materna.
Até os 13 anos o cérebro humano encontra-se preparado para aprender a língua materna. Por já estar preparado biologicamente para receber a língua mãe, o cérebro infantil tem maior facilidade para aprender novos fonemas e estruturas gramaticais de outras línguas também. Por isso crianças têm mais facilidade que adultos para aprender “de ouvido” outras línguas.
Podemos entender então porque é altamente recomendado que se apresente uma segunda língua às crianças enquanto ainda estão em fase de desenvolvimento. O quanto antes aprenderem mais chances terão de falar a outra língua com um sotaque nativo, enquanto o aprendizado depois de adulto sempre deixará a marca de ser estrangeiro. Mas caso você esteja interessado em começar estudar uma segunda língua depois de adulto não desanime: O cérebro humano sempre terá plasticidade para aprender novas habilidades, independente da idade!
Qualquer um com vontade de aprender pode e deve estudar uma segunda língua, seja criança ou adulto o conhecimento adquirido dará uma grande autonomia para entender livros, filmes, músicas, sites e até conhecer pessoas de outros países, viajar e garantir a sua vaga no mercado de trabalho.
Além dos benefícios que o aprendizado de uma segunda língua traz para as relações sociais, existem estudos que apontam para uma melhor qualidade de vida. Afinal, um cérebro ativo é um cérebro saudável. O bilinguismo é associado com o crescimento de áreas vitais do cérebro, com o retardo da doença de Alzheimer e da demência, o aumento da memória, o desenvolvimento de habilidades de escuta e a capacidade de atenção.
Por todas estas razões, é interessante incentivar seu filho a aprender outra língua o quanto antes. No Brasil existem escolas bilíngues onde as crianças aprendem as matérias curriculares como matemática e ciências na segunda língua. A grande maioria tem o inglês como segunda língua, mas é possível encontrar escolas bilíngues em francês, italiano, espanhol, alemão e até coreano e japonês. Caso você more fora das grandes cidades você pode inscrever seu filho em uma escola de idiomas que ele pode frequentar no período em que não está na escola.
Mas o aprendizado de uma segunda língua, principalmente o inglês, pode estar inserido no cotidiano da criança, quando elas jogam joguinhos ou assistem desenhos em inglês elas estão aprendendo a língua. E por meio de conteúdo online você pode incentivá-las a aprender brincando!
Beijos
@conversinhadmae

sábado, 19 de outubro de 2013

Centenário, mas encanta a criançada (e as mamães!)

Poeta que cantou o amor, as mulheres, um dos pais da Bossa Nova, Vinícius de Moraes também encantou, e continua encantando, crianças com suas belíssimas músicas. Quando comemoramos seu centenário de nascimento, a boa notícia é que um dos seus grandes clássicos foi relançado, para as novas gerações. O disco "A Arca de Noé" chega ao público agora com as eternas canções de Vinícius na voz de outros intérpretes.

Ivete Sangalo, Chitãozinho & Xororó, Zeca Pagodinho, Seu Jorge, Péricles, Maria Bethânia, Gal Costa, Caetano Veloso, Arnaldo Antunes, Erasmo Carlos, Maria Luiza Jobim, Marisa Monte, além, claro, de Chico Buarque (que está nas duas versões), entre outros artistas, dão vida as músicas do disco originalmente lançado nos anos 80 e agora relançado agora pela Sony, graças ao projeto da filha do Poetinha, Susana Moraes, em parceria com Dé Palmeira, Adriana Calcanhotto e Leonardo Netto.

Veja como ficou cada uma das 17 faixas do novo "A arca de Noé":

1) “A arca de Noé” - Maria Bethânia, Seu Jorge e Péricles
2) “O leão” – Caetano Veloso e Moreno Veloso
3) “O pato” – Zeca Pagodinho
4) “O peru” – Arnaldo Antunes
5) “O gato” – Mart´nália
6) “O pintinho” – Erasmo Carlos
7) “A corujinha” – Chitãozinho & Xororó
8) “As borboletas” – Gal Costa
9) “A formiga” – Mariana de Moraes
10) “A aalinha-d’angola” – Ivete Sangalo e Buraka Som Sistema
11) “O pinguim” – Chico Buarque
12) “A cachorrinha” – Maria Luiza Jobim
13) “O elefantinho” – Adriana Partimpim
14) “As abelhas” – Marisa Monte
15) “A foca” – Orquestra Imperial
16) “São Francisco” – Miúcha e Paulo Jobim
17) "A casa” – Vinicius de Moraes

Já tinha o disco antigo, que Bia já pegou pra ela, e agora estou louquinha pra comprar esse.

Beijos

@conversinhadmae

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Projeto autoriza mãe a registrar sozinha nascimento de filho

Mães e pais poderão ter o mesmo direito para registrar o nascimento de um filho. O projeto de lei da Câmara dos Deputados (PLC 16/2013) que garante a igualdade foi aprovado hoje (16), por unanimidade, pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado. Se não houver apresentação de recurso para análise no plenário da Casa, a proposta segue direto para sanção presidencial.

Atualmente, o pai tem prioridade na hora de fazer o registro da criança, na falta dele, a mãe é a segunda opção. O projeto, porém, prevê que a mãe poderá declarar sozinha quem é o pai, independentemente de comprovação por teste de DNA.

“Obviamente que qualquer contestação à declaração, que seja feita pelo pai ou pela mãe, com toda certeza será objeto de avaliação judicial”, explicou o relator da proposta na CCJ, senador Humberto Costa (PT-PE).
Ainda segundo ele, esse é um projeto “que procura promover a cidadania do recém-nascido e eliminar a discriminação contra a figura da mulher, da mãe, especificamente”.

O texto aprovado altera a Lei de Registros Públicos (6.015/1973), e garante que o documento poderá ser requerido pelo pai ou pela mãe, isoladamente ou em conjunto, no prazo de até 15 dias. Diante da falta ou impedimento de um dos dois, a outra parte terá prazo adicional de até 45 dias para providenciar o documento.

“Além de tratar desigualmente os genitores, a regra vigente cria obstáculo para que a mãe promova o registro logo nos primeiros dias de vida da criança ao reservar primeiramente ao pai a obrigação", disse a senadora, Ângela Portela (PT-RR).

Apesar da aprovação do novo texto, a Lei dos Registros continua sem prever nenhuma sanção caso os prazos sejam descumpridos ao fim de 45 dias. Para o senador Humberto Costa, antes de tudo, o registro representa um ato de cidadania, além de ser um direito da criança e da pessoa em qualquer fase da vida. Se o registro não for feito, o cidadão pode solicitar o documento ao completar 18 anos.

Beijos

@conversinhadmae

Fonte: Agência Brasil

Escolas podem ficar proibidas de cobrar na lista de material itens de uso coletivo

Uma prática comum em escolas e considerada abusiva por muitos pais e órgãos de defesa do consumidor pode estar com os dias contatos. As instituições de ensino poderão ser proibidas de exigir dos alunos a compra de material escolar de uso coletivo ou de cobrar pagamento adicional para cobrir os gastos com esses produtos.

A proposta foi aprovada na última terça-feira, dia 15, por unanimidade pela Comissão de Meio Ambiente, Defesa de Consumidor e Fiscalização e Controle (CMA) do Senado. Caso não haja apresentação de recurso para votação em plenário, o texto segue direto para sanção presidencial.

De acordo com o texto, os custos de material escolar de uso coletivo nas escolas deverão ser sempre considerados no cálculo do valor das anuidades ou das semestralidades escolares.

A relatora da proposta na CMA, senadora Ana Rita (PT-ES), criticou a inclusão de valores adicionais nos contratos e lembrou que, atualmente, o consumidor que não quiser pagar quantias abusivos tem de arcar com custos elevados em caso de rescisão contratual. Segundo a senadora, com as mudanças previstas no projeto, “será nula a cláusula contratual que obrigue o contratante ao pagamento adicional ou ao fornecimento de qualquer material de uso coletivo”.

Tomara que se concretize!

Beijos

@conversinhadmae

Fonte: Agência Brasil

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Festival de Cinema Infantil recebeu 10 mil pessoas em Aracaju

Durante dez dias, o Festival Internacional de Cinema Infantil (Fici) levou 10 mil pessoas para as salas do Cinemark Jardins. De 04 a 13 de outubro, o festival exibiu mais de 40 produções nacionais e internacionais, levando diversão e cultura a milhares de crianças. Das 11 edições do Fici, Aracaju já sediou dez, sendo todas com produção local da Casa Curta-SE.

Este ano, além dos filmes, a programação incluiu uma série de atividades, como debates, oficinas de manipulação de bonecos e sessões de dublagem ao vivo. Estudantes das redes pública estadual e municipal de oito municípios tiveram acesso gratuito às produções.

O evento foi aberto com o projeto ‘Pequeno Jornalista’, que incluiu a exibição do filme ‘O Menino da Floresta’ e um debate com a repórter da TV Atalaia, Priscila Andrade. A proposta era exercitar o espírito jornalístico dos jovens espectadores por meio de um bate papo e  atividades em sala de aula, permitindo que eles escrevessem sobre o filme.

Também como forma de estimular as discussões sobre os cuidados com a higiene pessoal e alimentação, o festival promoveu a sessão ‘O Pequeno Cientista’. Nela, cerca de 150 estudantes assistiram ao filme ‘Osmose Jones’, que contou a história de Frank, um americano com péssimos hábitos alimentares. Antes e após a sessão, a biomédica Silvana Vieira esclarecia dúvidas dos alunos e reforçava a mensagem apresentada na tela.
Acesso
Buscando oferecer às crianças o acesso a outros tipos de produtos culturais, o Fici promoveu também o projeto ‘Tela na Sala de Aula’. Graças a ele, quase sete mil alunos da rede pública de ensino tiveram a oportunidade de assistir gratuitamente aos quatro filmes exibidos nas salas do Cinemark Jardins

Muitos desses estudantes, como as pequenas Larissa Carvalho e Gabriele Nascimento, alunas da Escola Municipal Dionísio Araújo Machado, localizada no Povoado Bonfim, em Lagarto, acompanharam pela primeira vez uma sessão de cinema.

“Foi uma experiência maravilhosa. Sempre ficava imaginando como seria esse dia. Adorei tudo o que vi aqui e estou muito feliz por ter realizado esse sonho”, explica Larissa.

Uma das atrações mais aguardadas e prestigiadas do festival foram as sessões de dublagem ao vivo. O público pôde acompanhar a exibição de quatro filmes, que contaram com a presença do casal Carlos Seidl e Roberta Nogueira.

Seidl, dentre uma série de outros trabalhos, é o responsável pelas vozes do personagem Seu Madruga, no seriado mexicano ‘Chaves’, e do palhaço Krusty, no desenho ‘Os Simpsons’. Já Roberta já dublou Jada Pinkett Smith em ‘Matrix Reloaded’, Francie Swift em’ Gossip Girl’ e Rebecca Chambers em ‘O Homem Invisível’.

“Acho bem interessante a forma como eles trabalham e fiz questão de trazer os meus filhos para acompanhar a sessão. Fiquei muito contente  por ter a chance de conhecer os dubladores. Tenho a certeza de que foi um dia especial para todos aqueles que estiveram aqui”, relata a professora Júlia Viana, mãe das crianças Raquel e Tiago.

Outra atividade bastante prestigiada foi a oficina de manipulação de bonecos, cuja proposta era proporcionar aos pequenos a descoberta de uma forma bastante divertida sobre como dar um novo destino a garrafas pet, pedaços de madeira e vinis. Com a ajuda de dois monitores eles aprenderam a construir os bonecos e cenários utilizados em um espetáculo teatral e participaram de aulas sobre desenho e pintura.

De acordo com a produtora local do Fici e diretora Geral do Casa Curta-SE, Deyse Rocha, os objetivos do evento foram alcançados. “A meta do festival foi proporcionar às crianças a chance de ter acesso a filmes de qualidade e ajuda-las a desenvolver o senso crítico. Mais de dez mil pessoas prestigiaram as atividades, mostrando que a admiração dos sergipanos pelo cinema vem crescendo cada vez mais”.

Festival
O FICI completa 11 anos celebrando os números que fazem da mostra a principal do gênero no país. Do começo modesto, com apenas 15 filmes de nove países, sendo cinco do Brasil, o festival já soma hoje 570 filmes exibidos e um público total superior a 1 milhão de espectadores.

Apoio
Através de Lei de Incentivo à Cultura, o Festival conta com o apoio local da Superlux, Infonet, TV Sergipe, KJM Telecom, 3G Mídia exterior, Shopping Jardins, e patrocínio do BNDES, OI, Petrobras, Cinemark e Prefeitura do Rio de Janeiro,  co-produção da Espaço Z e Casa Curta-SE. A produção e realização é da Copacabana Filmes. O festival é uma realização do Governo Federal.

Ascom Fici
Fotos: Marco Vieira

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Itaú Criança lança nova coleção de livros infantis

A Fundação Itaú Social acaba de lançar a nova coleção de livros infantis.  Este ano foram escolhidos dois livros para serem enviados gratuitamente às pessoas que solicitarem. Os títulos selecionados agora em 2013 foram “O mundo inteiro” e “E o dente ainda doía”. Já há alguns anos esse projeto faz o maior sucesso, pois fornece, sem custo algum, livros para que adultos possam ler para as crianças.
Na seleção deste ano, o livro “O mundo inteiro”, de Liz Garton Scalon e Marla Frazee. A praia deserta, a noite tranquila, o dia de chuva, a horta, a cozinha e a família reunida... O que seria o mundo inteiro? A obra é escrita com versos rimados e retrata conceitos universais numa linguagem simples e delicada. Foi vencedor do prêmio Cadelcott Honor de melhor ilustração.
O outro livro que você vai receber é “E o dente ainda doía”, de Ana Terra, e trata sobre um jacaré folgado e largado que não consegue descansar por causa de uma tremenda dor dente. E mesmo com a ajuda de outros bichos... o dente ainda doía! Ao conhecer essa divertida história, a criança vai brincar aprender com com números em um ritmo gostoso de lenga-lenga.

Você também pode pedir sua coleção em Braille e fonte ampliada. Para fazer seu pedido, é fácil fácil. Basta solicitar através deste link (http://ww2.itau.com.br/itaucrianca/).

Eu já pedir a minha.

Beijos


@conversinhadmae

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

ONG Sahude promove Feira de Trocas para crianças

Ao invés de comprar, trocar. É essa a proposta da Feira de Trocas, que será realizada em Aracaju no próximo dia 13 de outubro, parte de um movimento nacional que está levantando a bandeira de um Dia das Crianças diferente. Em Sergipe, a ONG Sahude aderiu à campanha que incentiva a realização de diversas feiras de troca de brinquedos na semana do Dia das Crianças.

A campanha nacional foi lançada pelo Instituto Alana, que está acompanhando pela internet (http://feiradetrocas.alana.org.br) a ideia se espalhar por todo o Brasil. Além de ser uma atividade divertida, as feiras de troca possibilitam entrosamento e socialização entre os pequenos. Muito mais do que trocar brinquedos que já não interessam como antes, a experiência é enriquecedora por dar novos significados a objetos antigos e afirmar que as relações não precisam ser pautadas na compra.

O evento em Aracaju está sendo organizado pela Ong Sahude e acontecerá no dia 13 de outubro, às 15 horas, no Parque da Sementeira. Podem participar crianças de todas as idades, basta levar brinquedos em bom estado de conservação.

Uma excelente iniciativa que o blog Conversinha de Mãe apoia e incentiva. Vamos lá gente. Basta chegar e participar.

Mais informações podem ser obtidas com Márcia (79 9105-5467) e Guilherme (79 9121-0101).

Beijos

@conversinhadmae

terça-feira, 8 de outubro de 2013

Crianças e adolescentes representam 37% das internações por envenenamento acidental em SP

 
Levantamento da Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo mostra que crianças e adolescentes foram as principais vítimas de envenenamento acidental em 2012. Das 792 internações em hospitais estaduais por esse motivo, 37% correspondem à faixa etária de 1 a 14 anos. Cerca de 40% dos casos foram registrados na capital e na Grande São Paulo, em um total de 338 ocorrências. Medicamentos e produtos de limpeza são as substâncias que mais provocam intoxicação.
O sabor dos medicamentos e reutilização de embalagens para armazenar gêneros de limpeza são fatores que requerem atenção dos pais. "A criança interpreta o remédio de sabor mais adocicado como sendo um suco, uma bala, e acaba ingerindo acima da quantidade que deveria", explica o gerente médico do Grupo de Resgate e Atendimento às Urgências (Grau), Ricardo Vanzetto.

No caso dos itens domésticos, o alerta é, sobretudo, para os produtos armazenados irregularmente em garrafas de plástico (pet), normalmente vendidos de porta em porta. "A cor e a embalagem confundem as crianças", apontou. Ele avalia que, embora os produtos comprados em supermercados tenham algumas falhas de informação para uma manipulação segura, as embalagens dificilmente seriam confundidas com outros líquidos consumidos pelas crianças, como sucos e refrigerantes.

Vanzetto destaca que os acidentes podem ser prevenidos, pois a maioria ocorre dentro de casa. "Isso normalmente acontece por certo descuido ao colocar esses produtos com acesso fácil para as crianças", alerta. Nesse sentido, ele recomenda o armazenamento em prateleiras altas ou em locais fechados com chave.

Segundo o médico, as intoxicações mais graves levam à queimação do trato digestivo, do esôfago ao estômago. Por isso, em caso de envenenamento, não deve ser oferecido nenhum líquido ao acidentado, assim como não se deve provocar vômito. "Esses produtos queimam quando entram e quando saem, então é uma queimadura dupla", explica. Ao tomar água, por exemplo, o estômago que já está irritado tende a piorar, gerando o vômito.

Em caso de ingestão, a primeira coisa é chamar a equipe de resgate ou levar o acidentado imediatamente ao pronto socorro. "É necessário informar ao médico a substância que foi ingerida ou, pelo menos, o que se supõe que a criança tenha tomado", lembra. Normalmente, a retirada do produto é feita por meio de uma lavagem gástrica, na qual a substância é retirada com uma sonda, sem passar novamente pelo sistema digestivo, o que poderia provocar mais danos ao paciente.

Beijos

@conversinhadmae

Fonte: Agência Brasil
Foto: Blog Canção Nova

“O Corcunda de Notre Dame” em única apresentação no TTB

Olha mais dica cultural nessa Semana da Criança, gente! Como sempre, trazendo coisa bem legal. No próximo domingo, o Teatro Tobias Barreto, em Aracaju (SE), recebe o musical “O Corcunda de Notre Dame”, da Companhia das Artes Tetê Nahas, que recentemente ganhou o Prêmio Myriam Muniz 2013 da Funarte/Ministério da Cultura. O espetáculo acontece às 17 horas.

No palco, 23 atores de cinco a 70 anos, cantam, dançam e interpretam a clássica história do corcunda Quasímodo que, por amor e amizade, livra a cigana Esmeralda das garras do maléfico juiz Claudio Frollo. Os ingressos já estão a venda na bilheteria do teatro e com uma promoção: os primeiros 200 custarão R$ 20 e R$ 10 a meia entrada. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 79 3179-1490.
Tetê Nahas no papel de Quasímodo
“É um espetáculo muito dinâmico, com muitas coreografias e números musicais, com vários cenários, em diversos planos. O elenco está renovado e temos algumas novidades. Mas o Cavalo continua em cena, além de nossa emoção, garra e muita vontade de rir e emocionar não só as crianças como toda a família”, comentou a diretora geral e protagonista do espetáculo, a atriz e bailarina Tetê Nahas.
Elenco reunido no ensaio
“Este espetáculo tem um sabor especial para nós, pois desde o ano passado a gente vem ensaiando, construindo, reconstruindo e quando ganhamos o prêmio Myriam Muniz, que vai nos permitir circular por dez capitais brasileiras, a reponsabilidade só aumentou”, afirmou o ator Jhonatan Rezende, também responsável pela assistência de coreografias.

O ator Estevão Andrantos concorda. “Fazer um musical em Sergipe é mais que um desafio. É uma ousadia, já que sabemos de todas as dificuldades que temos em fazer arte no Brasil e no nosso Estado. Mas temos que apostar na vontade e solidariedade do público que vem nos prestigiar”, disse.
Estreante no elenco, o novo “Capitão Fhebo”, Igor Góis não esconde a ansiedade. “Estou muito ansioso. Desde pequeno que faço teatro com Tetê Nahas na Serra do Machado. Já fizemos muitos espetáculos ao ar livre, mas no Teatro Tobias Barreto é a primeira vez. Estou muito feliz com a oportunidade e espero não decepcionar”.

A Cia das Artes
A Companhia das Artes Tetê Nahas estreou em dezembro de 2012. Com a ousada proposta de unir teatro, dança e música em uma só pulsação, o espetáculo de estréia foi “O Corcunda de Notre Dame”, que também foi apresentado no Encontro Cultural de Laranjeiras. Em menos de um ano, a Companhia foi premiada com o Myriam Muniz 2013, promovido pela Funarte/ Ministério da Cultura na categoria circulação de espetáculos. A partir de janeiro de 2014, o grupo partirá em Turnê Nacional, começando por Sergipe, seguindo as capitais do Nordeste, passando por Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre.

Beijos

@conversinhadmae

Fotos: Fernanda Mota

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Natura Naturé: presentes para incrementar a gostosa brincadeira entre a família

Dia das Crianças chegando e tem muita gente ainda não decidiu o que comprar de presente pra criançada (\0/). Mas vou dar uma diquinha legal aqui. Vocês sabem que eu só indico aqui coisa que uso e aprovo. A linha Natura Naturé lançou opções bem legais de presente pra data. A linha é conhecida por seus produtos suaves e de embalagens divertidas, que estimulam a criança a descobrir o mundo e cuidar da natureza brincando. Naturé desperta em meninos e meninas uma relação de amor e respeito, cuidando da relação consigo mesma, com o outro e com o mundo.
E para celebrar a data mais lúdica do ano, a Natura traz para o Dia das Crianças opções de presentes divertidos, ensinando as crianças a cuidar de si e do mundo, brincando. Para este ano, Naturé lança Balaio de Gato, que entra como presente para o Dia das Crianças, mas que após a data fica no portifólio. São três sabonetes divertidos em formato de felinos (leão, onça pintada e tigre), incentivando a brincadeira da criança na hora do banho. Minha Beatriz ganhou uma caixa e amou.

Mas tem também o Presente Natura Naturé Mocinhas e Mocinhos. Ele vem com a colônia “Ha ha ha” (meninos) e Bem Bom (meninas), acompanhado com uma mochila-sacola infantil, 100% poliéster nas dimensões e uma embalagem de presente em formato de maleta, por R$ 48,15, cada.

Fica a dica

Beijos


@conversinhadmae

domingo, 6 de outubro de 2013

Instituto Banese comemora Dia da Criança no Museu da Gente


Começamos a semana mais comemorada pela criançada. São váááááárias opções de lazer. Na medida do possível, vou trazendo algumas delas aqui no Conversinha de Mãe que acho mais legais. Pena que por enquanto só tenho programação por aqui em Aracaju (SE), mas quem tiver alguma de fora que quiser que a gente divulgue é só mandar (conversinhademae@gmail.com).

Pois bem, para comemorar o 12 de outubro, Dia da Criança, o Instituto Banese está realizando uma programação especial voltada para o público infantil no Museu da Gente Sergipana. Denominada de ‘Tempo de Criança no Museu da Gente’, a programação envolve teatro, música, leitura e culturas populares.

As atividades iniciaram na última sexta-feira, dia 4, com a peça infantil “Zé, o menino que queria ser peixe”, da companhia de teatro Stultífera Navis, a partir das 15h30, com entrada gratuita. Estou ansiosa pra assistir essa peça. Não deu pra ir na sexta, mas ainda vai ser apresentada novamente.

O superintendente do Instituto Banese, Ézio Déda, disse que toda a programação foi pensada para agradar ao público infantil, que é o que mais frequenta o Museu. “O objetivo é aproximar e mostrar ao público infantil a grandeza da cultura sergipana, para fortalecer o sentimento de pertencimento, e ao mesmo tempo incentivar o consumo cultural”, enfatizou.

O espetáculo infantil da Stultífera Navis faz parte das homenagens prestadas ao famoso prático sergipano Zé Peixe. Conta a história de Zé e Rita, duas crianças danadas, sonhadoras e amantes da natureza que, na busca desenfreada por realizar seus sonhos e em contato com criaturas mágicas da natureza que eles fantasiam, descobrem que o mecanismo para a realização dos sonhos está dentro de cada um.

A peça será apresentada também nos dias 10 e 11, no mesmo horário. A programação completa conta ainda com Contadores de Histórias, Cortejo, Lambe Sujo Mirim (Laranjeiras), Grupo Flor do Mangue, Orquestra Experimental de Cordas e Grupo de Flauta Doce, ambos da Sociedade Filarmônica Nossa Senhora da Conceição (Itabaiana) e o Grupo Musical A Casa do Zé.

Tempo de criança no Museu da Gente, é uma realização do Instituto Banese, promoção do Museu da Gente Sergipana e apoio cultural do Café da Gente.

Confira a programação completa do evento:

Dia 8 (terça-feira)

Contadores de histórias
Geladeira Cultural
Horário: 11h e 15h30
Local: átrio do Museu

Dia 9 (quarta-feira)

Contadores de histórias
Geladeira Cultural
Horário: 11h e 15h30
Local: átrio do Museu

Dia 10 (quinta-feira)

Museu da Gente em Cortejo Naval e Terrestre – Samba de Coco e Reisado e grupos infantis da Barra dos Coqueiros
Horário: 9h
Percurso: Barra dos Coqueiros-Aracaju (to-to-tó), Porto do Mercado Central ao MGS, via Calçadão da João Pessoa

Dia 10 (quinta-feira)
Teatro Infantil: “Zé o menino que queria ser peixe”
Horário: 15h30
Local: átrio do Museu

Dia 11 (sexta-feira)
Teatro Infantil: “Zé o menino que queria ser peixe”
Horário: 15h30
Local: átrio do Museu

- Cultura Popular:
Lambe Sujo Mirim (Laranjeiras)
Horário: 16h30
Local: Estacionamento do Museu

- Música:
Grupo Flor do Mangue
Grupos infantis da Sociedade Filarmônica N. Sra. da Conceição
A Casa do Zé
Horário: 17h
Local: Estacionamento do Museu

Bem legal, não? Imperdível!!!!

Beijos

@conversinhadmae

Fonte: Instituto Banese - Ascom/Banese 

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Atenção, criançada! Vem aí o Festival de Cinema Infantil em Aracaju

Vamos a uma dica cultural bem legal pra esse final de semana? Fiquem atentos: sexta-feira, dia 4, tem início aqui em Aracaju mais uma edição do Festival Internacional de Cinema Infantil (Fici), que este ano completa 10 anos que tem Aracaju como uma de suas sedes. Até o dia 13 de outubro, os pequenos espectadores sergipanos poderão assistir a longas e curtas-metragens de vários países no Cinemark Jardins a preço único de R$ 7,00. O evento é realizado pela Copacabana Filmes e Produções e tem a produção local da Casa Curta-SE.

O festival começa com o projeto ‘O Pequeno Jornalista’, às 10h30 e 14h da sexta. Após assistirem ao filme ‘O Menino da Floresta’, os espectadores vão debater a produção com a jornalista Priscila Andrade, a partir da perspectiva da Comunicação. Na semana seguinte, é a vez do projeto ‘O Pequeno Cientista’. No dia 11 de outubro, às 10h30 e 13h30, o projeto levará o filme ‘Osmose Jone’ para o debate junto aos espectadores.
Um click do Fici do ano passado
A festa de abertura, que acontece no dia 5, a partir das 10h. A festa contará a animação de palhações e pernas de pau durante todo o dia, além da exibição de filmes em salas do Cinemark.

“A Tela na Sala de Aula” acontece de 7 a 10 de outubro, com sessões pela manhã e à tarde. Neste período, as exibições são gratuitas e destinadas exclusivamente a estudantes de escolas públicas da capital e do interior. São quatro salas reservadas ao projeto pela manhã e três à tarde.  Já são mais de 40 instituições de ensino agendadas.
Festival
O Fici completa 11 anos celebrando os números que fazem da mostra a principal do gênero no país. Do começo modesto, com apenas 15 filmes de nove países, sendo cinco do Brasil, o festival já soma hoje 570 filmes exibidos e um público total superior a 1 milhão de espectadores.

Esta edição do Fici começou em setembro pela cidade de Natal em Natal. Fica em Aracaju e Salvador do dia 4 a 13 de outubro e segue para o Rio de Janeiro e Niterói (18 a 27 de outubro).

Confira a programação completa no site Casa Curta-SE.

Apoio
Através de Lei de Incentivo à Cultura, o Festival conta com o apoio local da Superlux, TV Sergipe, KJM Telecom, 3G Mídia exterior, Shopping Jardins, e patrocínio do BNDES, OI, Petrobras, Cinemark e Prefeitura do Rio de Janeiro, co-produção da Espaço Z e Casa Curta-SE. A produção e realização é da Copacabana Filmes. O festival é uma realização do Governo Federal.

Eu vou. E vocês?

Beijos

@conversinhadmae


Fotos: Victor Balde

terça-feira, 1 de outubro de 2013

Um passeio pelo Mundo Jurássico

Olá!!!!! Quem é vivo sempre aparece... e dá notícias!!!! Apesar do corre corre e de tanta coisa que tem acontecido na minha vida, estou viva e bem, graças a Deus! Perdão pela ausência por aqui. Nossas conversas não têm sido tão frequentes quanto gostaria. Mas, enfim, estou aqui de volta.

Como foi o final de semana de vocês? O meu, graças a Deus, posso dizer que foi ótimo. Afinal, esses dias de descanso (sim, mas mãe tem descanso??? Ih... isso é assunto pra outro post) foram ao lado da minha amada família e isso basta.

Um dos passeios por aqui foi a uma exposição bem legal que está acontecendo aqui na cidade. É o Mundo Jurássico. A exposição internacional, depois de passar por vários estados do país, aportou aqui em Sergipe, no Shopping Riomar, em Aracaju. A exposição inédita na região reúne réplicas de dinossauros em tamanho real. O parque temático itinerante Mundo Jurássico oferece um passeio pelo mundo dos dinossauros, que encanta não só crianças como adultos também.

No sábado, minha filha Beatriz foi conferir de pertinho com o papai. Eu não fui pra não levar Rebequinha. Por causa da pouca idade, ela poderia se assustar com os animais tão grandes e o som que eles fazem (sim, as réplicas dos dinossauros têm sons também). Bia chegou um pouco assustada, com medo do que poderia ver, mas saiu de lá toda empolgada com o que viu. Não parava de falar sobre as espécies que estavam expostas.

Pra quem ainda não foi ver e não quer deixar passar essa oportunidade, um lembrete: o Mundo Jurássico ficará em curta temporada por aqui. A previsão é que deixe as terras sergipanas no dia 20 de outubro.


A exposição é realizada numa tenda de 2 mil metros quadrados instalada no estacionamento do shopping. Ela traz réplicas de dinossauros em tamanho real, com som e movimentos, em um cenário que proporciona aos visitantes a sensação de viajar no tempo e conhecer o habitat natural dessas figuras pré-históricas. Na verdade, são dinossauros robôs gigantes montados cenograficamente como se estivessem vivos. Entre as espécies expostas, o famoso Tiranossauro Rex, o Dilofossauro, Apatossauro, Deinonico, Tricerátops, Gallimimus, Gallimimus, Kritossauro, Euplocéfalo, Alossauro, Iguanodon ou Iguanodonte, Braquiossauro e o Paquicefalossauro.

Além das réplicas, o parque oferece outras atividades, como sala de cinema, exposição de fósseis e uma gigantesca área interativa com jogos, simulação de escavações, loja de lembranças, fotos exclusivas dos dinossauros entre outras atrações. Para tornar o passeio didático e divertido, a exposição conta com guias treinados, totens ilustrativos e textos sobre a história da vida antes do homem, dos dinossauros, da sua classificação, dos fósseis e muitas outras curiosidades.
O trabalho de produção do parque envolveu técnicos especialistas em montagens de cenários cinematográficos, cenógrafos, museólogos e arquitetos que criaram o visual e funcionamento de todo o aparato da exposição. A parte científica/educativa ficou a cargo de um grupo de paleontólogos especialistas em dinossauros do Instituto de Geologia da UMAM (Universidade Mexicana).


Serviço
Exposição Mundo Jurássico
Local: estacionamento do Shopping Riomar
Horário de Funcionamento: de terça a sexta-feira, das 14h às 22h; aos sábados, das 14h às 22h e aos domingos das 14h às 21h
Venda de Ingressos: na bilheteria do evento
Informações: (79) 9115-1930 / 9928-4900
www.mundojurassico.com.br
Preços dos ingressos:
De terça a quinta-feira: R$ 40 (inteira) e R$ 20 (crianças até 12 anos, acompanhantes de menores, professores, estudantes e pessoas com mais de 60 anos)
Sexta-feira, sábados, domingos e feriados: R$ 50 (inteira) e R$ 25 (crianças até 12 anos, acompanhantes de menores, professores, estudantes e pessoas com mais de 60 anos)

Pacotes família:
Terça a quinta-feira: três pessoas pagam R$ 60, quatro pessoas, R$ 80 e cinco pessoas, R$ 100.
Sexta-feira, sábado, domingos e feriados: três pessoas pagam R$ 75, quatro pessoas, R$ 100 e cinco pessoas, R$ 125.
Promoção família: adultos, desde que acompanhados de uma criança, pagam meia (promoção não cumulativa)
Ingressos especiais para Escolas e grupos: (79) 9115-1930 / 9928-4900

Beijos

@conversinhadmae


As fotos são do maridão Alex
Informações do Site Mundo Jurássico (www.mudojurassico.com.br)