terça-feira, 13 de agosto de 2013

Saúde de Aracaju vai ampliar teste do pezinho para mais 20 unidades


A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de saúde vai ampliar de quatro para 20, o número de Unidades de Saúde da Família (USF) que farão o teste do pezinho.  O objetivo é  ter mais postos de coleta  para triagem neonatal para facilitar o acesso da população para o teste. Por causa disso, o Programa Saúde da Criança, do Adolescente e do Jovem vai capacitar cerca de 200 pessoas - entre enfermeiros, auxiliares de enfermagem e supervisores - destas unidades. O curso será ministrado pela enfermeira Rita Bittencourt, coordenadora do programa, de 12 a 16 de agosto, no Núcleo  de Educação  Permanente em Saúde (Neps),  no bairro Ponto Novo.

"Serão dez turmas distintas", disse Rita Bittencourt, ao lembrar que, inicialmente, somente quatro USF faziam o teste. Após a capacitação, os testes passarão a ser feitos em mais 16 USF:  Augusto César Leite,  Dona Jovem, Francisco Fonseca, Adel Nunes, Manoel de Souza Pereira, Edézio Vieira de Melo, Dona Sinhazinha, Niceu Dantas, Osvaldo Leite, Hugo Gurgel, Eunice Barbosa, Carlos Fernandes de Melo, Santa Terezinha, João Bezerra, Onésimo Pinto e Carlos Hardman Côrtes.

De acordo com Rita Bittencourt, com mais USF disponibilizando teste do pezinho, mais próximo este serviço estará da comunidade. Exame, aliás,  obrigatório no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), que diz que é direito da criança o exame que diagnostica  anormalidade no metabolismo.  Nas USFs, de janeiro a julho deste ano, foram realizados 3.986 testes do pezinho, o que dá uma média de 570 exames mensais.

Esse teste é feito  pelo Sistema Único de Saúde (SUS) desde 15 de janeiro de 1992, mas foi somente em 6 de junho de 2001 que foi baixada a Portaria 822, instituindo o Programa Nacional de Triagem Neonatal, visando o acesso universal, integral e equânime, com foco na prevenção precoce e no acompanhamento dos pacientes.

Preferencialmente, o teste do pezinho deve ser feito do terceiro ao quinto dia de nascimento, podendo ser feito até o trigésimo dia. O teste é um exame laboratorial simples que tem o objetivo de detectar precocemente doenças metabólicas, genéticas e/ou infecciosas que poderão causar lesões irreversíveis no bebê, como por exemplo retardo mental.

A maioria das doenças pesquisadas pode ser tratada com sucesso desde que diagnosticadas antes mesmo de manifestar os primeiros sintomas. O exame é realizado através da análise de amostras de sangue coletadas através do calcanhar do bebe, por isso o nome "teste do pezinho". É um procedimento simples que não traz riscos para a criança.

Beijos

@conversinhadmae

Fonte: Ascom SMS de Aracaju

Nenhum comentário:

Postar um comentário