quarta-feira, 3 de julho de 2013

Almir do Picolé: exemplo de amor ao próximo

´Difícil ver Almir sem esse sorriso no rosto,
que expressa bem seu amor pelas crianças
Dia desses, estava voltando pra casa, quando encontrei no semáforo uma figura tão simpática e querida aqui em Sergipe: Almir do Picolé. Almir é dessas pessoas que bastam alguns minutos de conversa para você passar a nutrir uma simpatia por ele de graça. Um exemplo, uma história de vida de amor ao próximo, sem interesse. Infelizmente, coisa um pouco rara hoje em nosso mundinho de Deus.

Aqui no Estado, difícil encontrar que não saiba nem que seja um pouquinho da história desse garoto grande que começou a vida vendendo picolé e hoje realiza um belíssimo trabalho, principalmente de amor ao próximo. E é a isso que ele dedica sua vida. Para os que não o conhecem, achei interessante falar aqui no blog sobre quem é Almir.

Almir Almeida Paixão, assim como várias outras crianças desse nosso Brasilzão, infelizmente, aos quatro anos de idade foi abandonado. Viveu até os 17 anos em um orfanato. Pra ganhar a vida, começou cedo a trabalhar. Sua atividade? Vendedor de picolé. Foi graças a ela que ganhou o apelido que o acompanha até hoje.

Mesmo com o pouquinho de dinheiro que ganhava, fazia questão de guardar parte dele para ajudar outras crianças que, assim como ele, não tinham pais ou até tinham, mas eles não podiam dar um presente no Dia das Crianças. As economias tinham como destino justamente comprar os presentes e alimentos que entregaria nesta data e também no Natal aos pequenos que viviam na vila em que ele morava.

Sentir na pele o que essas outras pessoas sentiam foi o que sempre lhe motivou. O trabalho de Almir foi crescendo, se tornando conhecido, até que um dia, depois que uma matéria foi exibida num telejornal, ele conseguiu ajuda para construir o prédio onde hoje funciona a Ação Solidária Almir do Picolé, desde 2003, na Piabeta, no município de Nossa Senhora do Socorro.
Um registro do que foi a festa preparada para as crianças no ano passado
O trabalho na creche foi iniciado com dez crianças. Hoje, já são 86 crianças atendidas. Elas recebem quatro refeições diárias, aulas da educação infantil, atendimento médico e as famílias, cestas básicas. Mas Almir não para. Todos os dias ele está nas ruas, procurando parceiros que o ajudem a continuar. É nos semáforos que ele distribui seu material informativo sobre o trabalho da Creche Ação Solidária e pede ajuda para manter a entrega das mais de 600 sacolas de brinquedos e cestas básicas nos dias 12 de outubro e 24 de dezembro a famílias da Piabeta e região.

A festa das crianças já vai para o 23º ano. Cada criança recebe uma sacola com cinco brinquedos e uma cesta básica para as mamães. Todos que quiserem podem ajudar esse trabalho tão bonito. Essa colaboração pode ser dada através de doações em brinquedos, em dinheiro ou mesmo através do telemarketing, onde todos os meses o motoboy vai receber a contribuição.

Os depósitos devem ser feitos, em ambas as contas, em nome de SCAS Almir do Picolé, nos seguintes bancos:

Banco do Brasil
Agência: 2346-9
Conta corrente: 20074-3
Agência: Nossa Senhora do Socorro/SE

Banco do Estado de Sergipe (Banese)
Agência: 035-03
Conta corrente: 101470-7
Agência: Atalaia – Aracaju/SE

Já o contato com o telemarketing da Creche Ação Solidária Almir do Picolé pode ser feito através do telefone 79 3248-1413 ou o e-mail telemarketingalmirdopicole@ig.com.br. Para conhecer um pouco mais sobre o trabalho de Almir do Picolé, acesse a página da Ação Solidária: www.almirdopicole.org.

Beijos


@conversinhadmae

Um comentário:

  1. Poxa, sinto que muitas pessoas ficam indignadas com várias casos de corrupção,assaltos e outros, mas está na hora de pararmos com essa mania de ficarmos indignados e agirmos como este cidadão Almir do picolé que saiu desse torpor de indignação e foi pra ação. Portanto cada um deve seguir o exemplo dessa pessoa simples e tenho certeza que este país seria bem melhor.

    ResponderExcluir