quarta-feira, 3 de abril de 2013

Alimentos de soja AdeS continuam suspensos


A Anvisa decidiu manter suspensa a fabricação, distribuição,  comercialização e o consumo de todos os lotes dos alimentos com soja da marca AdeS, embalagens de 1L e de 1,5L, com lotes iniciados por AG, determinada pela Resolução RE nº 1005/13. A decisão da Agência é fundamentada em informação recebida pelo órgão sobre a inspeção sanitária, realizada pelas autoridades de Vigilância Sanitária de Minas Gerais e Pouso Alegre, na fábrica da empresa Unilever Brasil Industrial no referido município.

A Agência foi informada, pela Vigilância Sanitária de Minas Gerais, que a Unilever precisa esclarecer algumas informações para que o relatório de inspeção sanitária possa ser concluído. As informações pendentes são referentes a:

- Avaliação dos Perigos e Pontos Críticos de Controle do referido processo e as especificações das ocorrências dos riscos eminentes;

- Providência de contratação de um supervisor;

- Realização de manutenção preventiva da máquina a cada três meses (conforme afirmado pelos técnicos responsáveis pela inspeção sanitária na referida reunião);

-Realização de treinamento recente dos operadores da máquina;

- Controle de Amostragem relativo à produção dos dias 22/03 (a partir do 2º turno) ao dia 25/03 (até 3º turno);

- Monitoramento do recall realizado pela empresa, uma vez que ainda permanecem no mercado cerca de cinquenta unidades do produto impróprio para o consumo humano;

- Alteração dos critérios que determinam o início do processo de investigação pelo SAC.

A Anvisa aguarda que a empresa Unilever Brasil Industrial cumpra com todas as exigências expostas pelas autoridades sanitárias de Minas Gerais para que a Agência possa avaliar, novamente, o caso. Enquanto a Agência não tiver informações sobre a segurança dos produtos, por precaução e para proteger a saúde da população brasileira, os mesmos continuarão suspensos.

A Agência já encaminhou a informação para os órgãos de vigilância sanitária de todo o país informando sobre a manutenção da suspensão.

Beijos

@conversinhadmae

Fonte: Imprensa/Anvisa

Nenhum comentário:

Postar um comentário