terça-feira, 2 de abril de 2013

Aleitamento exclusivo até o 6º mês: eu apoio!


É tão bom quando a gente tem certeza que está caminhando na direção certa, não é mesmo? Foi assim que me sentir ao assistir à matéria que passou no Fantástico, no último domingo. A reportagem, muito esclarecedora, mostrava os motivos da recomendação dos pediatras de os bebês serem alimentados exclusivamente com o leite materno até os seis meses de vida.

Só veio reforçar o que já venho aplicando, desde a minha primeira filha. Várias mamães de bebês nessa faixa etária foram reunidas e uma pediatra esclareceu o que é recomendado, o que é permitido e o não recomendado para bebês com até seis meses. Apesar da recomendação do aleitamento exclusivo por entidades internacionais e seguida pela Sociedade Brasileira de Pediatria, muitas mães ainda têm dúvida sobre isso.

E, infelizmente, muitas vezes essas dúvidas surgem porque alguns pediatras acabam sugerindo e prescrevendo a introdução de outros alimentos na dieta do bebê antes dos seis meses, mesmo as mães tendo leite para amamentá-lo. Tenho exemplo de duas amigas, mães de bebês com oito e três meses.

“Desde três meses a pediatra mandou dar suco. Com quatro, papinha de fruta e aos cinco, papa salgada. Eu resisti muito antes dos seis meses. Dei um ‘tico’ somente e deixei a mama exclusiva”, contou a mamãe Danielle Santaren, mãe de Giovanna, com oito meses.

Mesmo com possibilidade de uma licença maternidade de sete meses (porque juntou as férias), a mamãe de Davi, de três meses, Ana Sales Canuto, disse que estava com o coração na mão, porque a pediatra dele queria inserir outros alimentos já quando ele completasse quatro meses. A justificativa: prepará-lo para quando ela fosse trabalhar. “Mas vi a reportagem e vou cheia de argumentos agora no próximo mês [na consulta]”, disse Ana.

É isso mesmo, mamães! Se vocês sabem a importância que tem a amamentação e têm leite, não há razão para não amamentar. Mesmo quando a gente volta a trabalhar dá para continuar, desmamando e deixando o leite para que seja dado a ele, na mamadeira ou copinho.

E mesmo quando a mãe não tem leite até os seis meses deve ser ofertada apenas a fórmula infantil. Isso porque, explicam os pediatras, eles são elaborados especialmente para os bebês. O intestino do bebê não está preparado para receber outros alimentos nessa fase, o que pode causar alguns problemas de saúde.

É possível ver o vídeo com toda reportagem no site.

Beijos

@conversinhadmae

Nenhum comentário:

Postar um comentário