segunda-feira, 4 de março de 2013

Isso que é uma excelente notícia

Uma notícia divulgada logo no início dessa semana trouxe esperança a todo mundo e por isso merece ser comemorada. Um grupo de cientistas norte-americanos anunciou a cura de um bebê, hoje com pouco mais de dois anos de idade, que nasceu com o vírus da Aids. Para o diretor executivo Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (Unaids), Michel Sidibé, o notícia dá esperança para um futuro de uma geração sem a doença.

A criança, uma menina, foi contaminada pelo vírus através da mãe ainda quando estava na barriga. Logo que nasceu começou a usar a medicação contra a Aids e durante um ano e meio foi submetida a tratamento com medicamentos antirretrovirais, quando depois foi constatada a cura.

O caso dessa criança foi apresentado durante a 20ª Conferência Anual sobre Retrovírus e Infecções Oportunistas, nos Estados Unidos. A médica Deborah Persaud, do Centro Infantil Johns Hopkins do Hospital Universitário de Baltimore, principal autora do estudo, disse que é fundamental que a terapia com medicamento antirretroviral seja introduzida no paciente o mais cedo possível para impedir o avanço dos chamados “estoques escondidos virais”.

A única cura completa de uma pessoa contaminada com o vírus HIV, oficialmente reconhecida, é do americano Timothy Brown. Ele foi declarado curado depois de um transplante de medula óssea, recebida de um portador de uma mutação genética rara, que impedia o vírus de penetrar nas células. O transplante foi concebido para tratar a leucemia.

Segundo dados da Organização Mundial de Saúde e do Fundo das Nações Unidas para a Infância, somente no ano de 2011 aproximadamente 330 mil crianças foram infectadas com o vírus HIV. Nesse mesmo ano, o Unaids e seus parceiros lançaram um plano global para a eliminação de novas infecções pelo HIV entre crianças até 2015.

Que a ciência avance e isso realmente aconteça. É o que esperamos.

Beijos

@conversinhadmae

Com informações da Agência Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário