domingo, 3 de fevereiro de 2013

Tô de olho!!!

Como já falamos aqui no Conversinha de Mãe várias vezes (inclusive na última semana), é  muito importante as crianças serem transportadas da forma correta e segura nos veículos. Ou seja, em suas cadeirinhas especiais. Todo cuidado é pouco na hora da compra desses equipamentos que vão levar nossos pequenos para todo lugar.

Além de terem, obrigatoriamente selo do Inmetro, os dispositivos de segurança devem ser os adequados à cada fase da criança. Quando ainda pequeninos, recém-nascidos, devem ser transportados no bebê-conforto, depois nas cadeirinhas, depois nos assentos de elevação e depois fazendo uso do cinto de segurança, sempre!

A legislação brasileira que tornou obrigatória a utilização desses equipamentos estabelece que no caso dos bebês com até nove quilos eles devem ser transportados no bebê-conforto, no banco traseiro, virados no sentido contrário à marcha do veículo. Ou seja, de costas.

Essa posição pode parecer bastante desconfortável para nós, mas é a maneira mais adequada e segura de eles serem transportados. Nesse caso, outro fato é que, nessa posição, acaba não dando para a gente ver o bebê enquanto está dirigindo. Para acabar com esse problema, encontrei numa dessas lojas de bebê um pequeno retrovisor que é colocado no vidro traseiro do carro, virado para o bebê, e assim é possível visualizá-lo pelo retrovisor convencional do veículo.

Com o passar do tempo, o retrovisor pode ser colocado na parte dianteira
Depois que o bebê já pode viajar com a cadeirinha na posição convencional, o pequeno retrovisor pode ser adaptado no retrovisor normal do carro, para visualizá-lo melhor. Invencionices que acabam nos ajudando muito. E o melhor: não custam caro. Comprei o meu por R$ 24,50 e na loja tinha outro modelo por R$ 36. Vale a pena!

Beijos

@conversinhadmae

2 comentários:

  1. Adorei a matéria, a pouco compramos o carro, e eu como mãe e protetora comprei logo a cadeirinha. beijos

    ResponderExcluir