segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Leitura: quanto mais cedo, melhor

É fato que, seja o que for, quanto mais cedo for ensinado às crianças, com maior facilidade elas aprendem. Com a leitura não é diferente. Quanto mais cedo os pequenos forem apresentados a ela e estimulados a lerem, os benefícios serão mais precoces e para a vida toda.


Minha filha mais Beatriz, de seis anos, desde muito pequena sempre foi muito apegada aos livros, mesmo quando ainda nem sabia ler. Livros e revistas em quadrinhos são sempre seus companheiros.

No final de semana, vi uma cena aqui em casa e não resisti. Tive que registrar e mostrar para vocês. Tão lindo!!!!! Eu e meu marido estávamos ocupados nas tarefas de casa e nossa pequenininha, Rebeca, estava chorando no quarto da irmã. Pedimos a Bia que fosse dar uma olhadinha nela, até que um de nós desocupasse. Depois de alguns instantes ouvi um silêncio e fui ver o que estava acontecendo.
Rebeca bem atenta à leitura da irmã Bia
Ao chegar ao quarto me deparei com essa cena. Bia lendo um livrinho de história e Rebeca na maior atenção, caladinha e olhando o colorido do livro. Ela ficou bem atenta durante toda leitura. É assim que se desperta o gosto pela leitura.

Acho incrível como Beatriz gosta de ler. Antes do início das aulas, ela já tinha lido os quatro livros paradidáticos escolhidos pela escola para este ano letivo. Às vezes digo a ela: vá ler um livro no seu quarto. Aí ela reclama: “Mas mãe, já li todos que tem lá”. Impressionante é que a biblioteca dela já possui algumas dezenas deles.
Alguns dos livros de Beatriz
Para mim, isso é maravilhoso. E vejo os frutos disso: um vocabulário bem extenso para a idade dela, um raciocínio impressionante, capacidade de interpretação idem e vejo também como a leitura dela foi bem desenvolvida por conta desse contato com os livros desde cedo. Espero que a irmãzinha siga no mesmo caminho.

Beijos

@conversinhadmae

Nenhum comentário:

Postar um comentário