sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Cadeirão do bebê também terá selo do Inmetro


Assim como as cadeirinhas do carro, os berços, brinquedos e tantos outros produtos, agora os cadeirões de alimentação para bebês também terão que passar pela certificação do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) para que possam ser comercializados no Brasil. A obrigatoriedade do selo do Inmetro nesse produto já foi publicada no Diário Oficial da União e abrange tanto as cadeiras altas (com pés, bandeja ou não) e aquelas que simplesmente são encaixadas na mesa.

A mudança, no entanto, não será imediata. A portaria do Inmetro estabelece prazos para os fabricantes e importadores se adequarem às normas. Primeiro os fabricantes terão um tempo para se ajustarem ao que está sendo exigido e passarem a confeccionarem as cadeiras assim e depois os comerciantes também terão tempo para “desovar” o estoque existente antes da exigência da certificação. A portaria prevê também a certificação compulsória das cadeiras de alimentação infantis, que deverá ser feita por Organismo de Certificação de Produto (OCP), credenciado ao Inmetro.
Esse tipo de cadeirinha também está incluída
Essa certificação compulsória é aplicada a produtos que podem colocar em risco a saúde, a segurança do usuário e do meio ambiente, caso sejam fabricados de maneira inadequada, entre eles, fios e cabos elétricos, extintores de incêndio, botijões, mangueiras e reguladores para gás, preservativos. Desta forma, as empresas devem obrigatoriamente cumprir normas específicas de fabricação regulamentadas pelo Inmetro.

Mais um item do nosso dia a dia com bebês que devemos estar bem atentos.

Beijos

@conversinhadmae 
Fonte: Agência Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário