sexta-feira, 20 de julho de 2012

Azia: pegando fogo



Entrando no quinto mês de gestação, já começo a sentir os efeitinhos indesejados dela, a bendita azia. Ô coisinha desconfortável, viu! Mas não tem como fugir. O jeito é aprender a conviver com ela até o restinho da gestação. Tem horas, e a depender do que coma, que parece que tem um fogo saindo do estômago até a garganta. Vocês lembram do comercial que tinha de um antiácido que tinha um dragão cuspindo fogo no estomago da pessoa? Pois é bem assim, para quem ainda não teve a infelicidade de sentir isso.

A azia é um problema comum na gravidez. A sensação de queimação que às vezes parte da garganta e vai até a boca do estômago é causada pelas mudanças físicas e hormonais que estão acontecendo no corpo da mulher. A explicação para isso é que na gestação a placenta produz o hormônio progesterona, que relaxa os músculos lisos do útero. Esse hormônio também relaxa a válvula que separa o esôfago do estômago e os ácidos gástricos que participam da digestão acabam subindo pelo esôfago, causando a sensação desconfortável de azia. A progesterona também diminui o ritmo das contrações naturais do estômago, deixando a digestão em geral mais lenta.

Chegando perto do final da gravidez, a cavidade abdominal fica apertada porque o bebê está crescendo, e isso torna a eliminação dos ácidos do estômago mais lenta, além de empurrá-los esôfago acima, provocando a azia. O menos mal é que ela não acontece o tempo inteiro. Vem, vai embora, depois volta. Alguns cuidados ajudam a diminuir um pouco a azia. Não custa nada segui-los:

- Evite alimentos fortes ou gordurosos, frituras, chocolate, frutas cítricas, bebidas alcoólicas e café;

- Dê preferência a refeições pequenas e mais frequentes que a grandes pratões;

- Ponha bocados pequenos na boca e mastigue bem os alimentos;

- Evite muito líquido durante as refeições; pois isso ajuda a seu estômago não ficar muito distendido.

- Depois de comer, tente ficar sem se deitar por pelo menos uma hora;

- Para dormir, coloque vários travesseiros, de modo a ficar numa posição mais elevada, isso para que os gases fiquem no estômago, ajudando na digestão;

Além dessas dicas, alguns médicos prescrevem alguns medicamentos à base de magnésio. A minha obstetra indicou o Simeco Plus, que já comecei a tomar. Na minha primeira gestação, lembro que usei Mylanta, que também tinha na versão pastilha. Andava sempre com elas na bolsa, porque mais para o final da gravidez a azia aumentou muito. Esse tipo de antiácido alivia o desconforto, mas só deve ser usado com recomendação médica.

Beijos

@conversinhadmae

Com informações BabyCenter Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário