quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Lista de material escolar: uma maratona


Estamos quase no fim da nossa saga, mas a compra do material escolar é uma maratona, né, gente? É um caderno aqui, um lápis de cor ali, uma mochila acolá, uma relação de vários livros e lá se vai tempo um bocado de tempo, paciência e, claro, dinheiro!!! É, não tem como fugir, início de ano é sempre a mesma coisa. Como nos anteriores, este ano eu tentei adiantar as compras para o mês de dezembro, quando a maioria das pessoas estava preocupada com as compras para o Natal e o ano novo, mas não consegui comprar tudo. Principalmente os livros, que ainda não tinham chegado.

Mas esta semana concluimos essa missão. Faltam poucas coisas: um livro que faltou, a mochila, lancheira e um ou dois itens da relação de material escolar. Como Bia já vai para o 1º ano do ensino fundamental, a lista de material não é tanta coisa assim, mas tenho amigas com filhos na educação infantil que dá até pena (e alívio por já ter passado por isso) de pensar na maratona que elas vão ter que percorrer para comprar tudo e principalmente se quiser economizar um pouquinho.

Todos os anos costumo fazer uma pesquisa de preço antes de ir definitivamente às compras, mas confesso que desta vez, por conta dos atropelos do mês de dezembro, não deu para fazer isso. Eu, senhora de mim, decidi então lançar mão de minha experiência de anos anteriores e ir direto ao local que eu julgava ser o mais barato. Resultado: quebrei a cara. Pois é. Na loja em frente, fui procurar um item que tinha faltado e para minha surpresa me deparei com alguns produtos que tinha comprado com valores abaixo do que tinha pago.

Ah, não dá pra negar que dá uma raivinha, sim!!! Então, a dica é pesquisar, mesmo. Na primeira sessão “bater pernas” eu e Alex levamos Bia. É que este ano decidimos abrir uma exceção e (loucura!) deixar ela escolher o material escolar dela: cadernos, lápis, lápis de cor, contanto que decidissemos em comum acordo sobre a mochila e a lancheira. Foi um risco, mas no balanço geral do ano ela estava com esse crédito. Rsrsrs

Mas uma coisa é certa: a diferença de poucos reais, às vezes até centavos, no preço de um lugar para outro no final das contas pode fazer uma boa diferença. Somente de caderno brochura que comprei para ela (da Barbie, claro!), na loja que levamos pagamos R$ 4,90 a unidade. Em outra loja encontrei por R$ 5,70 e numa terceira, R$ 6,48. Ou seja, uma oscilação de 32,2%. E assim vão outros itens.

Já os livros são tabelados. A diferença que faz é se você vai pagar no cartão de crédito (que pode ser parcelado em até 10 vezes, como eu fiz) ou à vista, quando pode conseguir um bom desconto, às vezes de até mais de 10%. Algumas ainda oferecem atrativos como entregar os livros forrados e etiquetados, o que já é uma boa ajuda.

O fato é que tem que pesquisar e correr. É, porque a tendência é que de agora em diante as livrarias e papelarias fiquem ainda mais cheias, o atendimento mais demorado e hoje e dia ninguém tem tempo sobrando, né? Minha maratona pretendo encerrar na quarta-feira. E vocês como estão se saindo nessa árdua tarefa anual?

Beijos

@conversinhadmae

2 comentários: