sábado, 5 de novembro de 2011

Incentivo à leitura


Esta semana, recebi a nova coleção de livros infantis doados pelo Itaú. Uma gracinha os três livrinhos desta edição do projeto. Em poucos minutos minha filha Beatriz “devorou” os três. “Adivinha quanto eu te amo”, de Sam McBratney, com ilustrações de Anita Jeram, “Chapeuzinho Amarelo”, de Chico Buarque, ilustrações de Ziraldo, e “A festa no céu”, um conto folclórico com ilustrações de Angela Lago, são as obras que estão sendo doadas pelo banco nessa coleção.

A Coleção Itaú de Livros Infantis foi criada pela Fundação Itaú Social para ajudar a despertar desde cedo o prazer pela leitura. Ela foi feita para quem também acredita que a educação é o melhor caminho para a transformação do Brasil. Dentro desse projeto, a Fundação Itaú Social busca oferecer ao público livros com a mesma qualidade dos encontrados nas livrarias, com mínimas adaptações nos formatos originais, e conta com a assessoria da Associação Vaga Lume na curadoria da Campanha Itaú Criança.
 
Fiz uma rápida pesquisa e constatei que, se tivesse adquirido em livrarias convencionais, teria que desembolsar pelo menos R$ 80 para comprar os três. Os critérios usados para a escolha desses três títulos foram a qualidade e a diversidade de gênero do texto, autores, ilustradores, projeto gráfico, editoras e origem das histórias. São títulos premiados e recomendados por educadores e especialistas em literatura infantil.

Pedi meus livrinhos pelo no próprio site do Itaú Criança (http://www.itau.com.br/itaucrianca/) e eles chegaram rapidinho pelos Correios. Uma alegria só para Bia. Não sei se ainda estão disponíveis, mas fica a dica. A proposta do projeto é que os adultos leiam os livros para o máximo de crianças que puder. A seguir algumas dicas para uma boa leitura:

Leia de forma simples
Não se preocupe muito com a entonação ou com grandes interpretações. A leitura deve ser agradável também para você. Leia em voz alta e confie na imaginação das crianças.

História não é só na hora de dormir
Leia sempre que possível. Pela manhã, à tarde ou à noite, no parque, na praça, na praia, na sala da sua casa, na escola. Não existem regras.

Sinta-se bem com a atividade
Se você estiver confortável e feliz, pode estar lendo, a criança vai se sentir bem em estar ali ouvindo. E vai receber a leitura como um gesto de amor da sua parte.

Valorize o texto e as ilustrações
Mostre o livro e suas figuras. É uma forma de facilitar a compreensão, estimular o senso estético e fixar o conteúdo da história.

Deixe a criança tocar nos livros,
Como se estivesse descobrindo novos brinquedos. Às vezes, você está lendo uma história e ela está brincando com outros livros. Mas, não se preocupe, ela está atenta à sua leitura. Crianças têm essa capacidade.

Leia quantas vezes a criança pedir
Cada vez que você lê a mesma história, a criança descobre novos detalhes e outros significados. Ou talvez ela só queira ter certeza de que o final continua o mesmo. Não importa, leia e releia se for um pedido da criança.

Beijos

@conversinhadmae


Posts relacionados:


Boa notícia – promoção continua

 

Leitura: aproximação desde cedo

Nenhum comentário:

Postar um comentário