sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Vigilância Sanitária recolhe Toddynho no RS


Com certeza a notícia divulgada nesta sexta-feira de que o achocolatado da marca Toddynho, de 200ml, teria causado queimadura e ardência na boca e esôfago de crianças que ingeriram o produto deixou muitas mães preocupadas. A bebida é uma das preferidas entre os pequenos. Os casos descobertos até agora aconteceram todos no Estado do Rio Grande do Sul e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e o Centro Estadual de Vigilância em Saúde (CEVS) emitiram alerta sobre o risco do consumo do achocolatado.

As ocorrências de sensação de ardência e irritação da boca nas crianças estão sendo investigados pelo CEVS. Até o momento, foram detectados casos em seis municípios gaúchos: quatro na capital Porto Alegre; quatro em Gravataí; e em Canoas, São Leopoldo, Passo Fundo e Erechim, um em cada cidade.

Até o momento, amostras do lote L4 32 06:08, com data de validade 19/02/2012, estão sendo analisadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen). Os primeiros resultados indicaram um pH de 13,3, alcalino, considerado um índice muito alto para um alimento. Como os casos informados estão também se referindo a outros lotes, novas amostras estão sendo recolhidas e encaminhadas para análise.

Como o produto tem distribuição nacional, o caso foi comunicado à Anvisa. O CEVS também emitiu um alerta às autoridades sanitárias regionais e municipais de todo o Estado determinando a interdição cautelar de todos os lotes do produto no comércio distribuidor e varejista, por precaução. A Anvisa solicitou  que a Vigilância Sanitária do Estado de São Paulo realize inspeção imediata na fábrica do achocolatado da marca Toddynho, no município paulista de Guarulhos.

A empresa Pesico, responsável pela produção do achocolatado, informou que houve uma falha durante a fabricação. Por precaução, consideram-se suspeitos os lotes com numeração de L4 32 05:30 a L4 32 06:30, com data de vencimento em 19/02/2012. Segundo a empresa, esses lotes foram distribuídos exclusivamente para o Rio Grande do Sul.

Orientações
A recomendação da Anvisa é que quem possuir em casa lote dos produtos considerados suspeitos não deve consumir o alimento. Já a orientação o CEVS vai mais além e diz que a população não deve consumir achocolatado da marca Toddynho, de qualquer lote, até que resultados da investigação e análises demonstrem quais lotes estão impróprios para o consumo.

Caso seja notada qualquer alteração do produto, a Vigilância Sanitária local deve ser informada. Os consumidores do RS podem contatar a vigilância sanitária pelo número de telefone 150. A Anvisa também disponibilizou o contato através da central de atendimento, no 0800 642 9782. O contato com a empresa pode ser feito através do 0800 703 2222.

Quem ingeriu o produto, de qualquer lote e sentiu os sintomas semelhantes aos relatados até agora – sensação de ardência, irritação e/ou lesões na mucosa da boca – deve seguir as orientações:

- Procure atendimento médico
- Contate imediatamente a Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde de seu município ou o Disque-Vigilância do CEVS, através do fone 150.
- Mantenha o produto na embalagem original, fora do alcance de crianças e, se aberto, em refrigeração.
- Caso possua unidades fechadas do produto em seu poder, mantenha-o guardado até novas orientações da vigilância.

É bom ficar atento!

Beijos

@conversinhadmae

Com informações da Anvisa e CEVS

Nenhum comentário:

Postar um comentário