sábado, 24 de setembro de 2011

Mamadeira e chupeta contra a amamentação

O Ministério da Saúde não recomenda o uso tanto da mamadeira quanto da chupeta porque atrapalham a forma como o bebê vai mamar no peito. “A criança começa a estranhar o bico do peito e acaba acontecendo uma coisa que é muito triste, que a mãe está cheia de leite e a criança fica sem conseguir amamentar e rejeitar o peito da mãe”, explica o coordenador da Saúde da Criança do Ministério da Saúde, Paulo Bonilha.

Ele também alerta que depois do período de amamentação a mamadeira e a chupeta continuam sendo contra indicadas para as crianças. Segundo ele os produtos prejudicam o desenvolvimento da arcada dentária e do processo de deglutição. “O ideal mesmo é que à medida que a criança vai saindo do peito, a mãe consiga pular do peito já para aqueles copos com bico e a seguir para o copo”.

Não existem produtos que possam substituir mamadeiras ou chupetas. A melhor maneira de diminuir a ansiedade da criança é levá-la para o colo da mãe. Este ano a Campanha Nacional de Amamentação do Ministério da Saúde convoca a sociedade para apoiar a mulher que amamenta para que ela possa ter energia e disposição de alimentar seu filho com leite materno até os dois anos de idade.

Amamentação
O leite materno tem tudo o que os bebês precisam para crescer com saúde. Além de ser a principal fonte de nutrientes, protege a criança de doenças como infecções respiratórias, alergias e diarréia. A amamentação tem outra função importante, que é a de garantir ossos fortes aos pequenos. A Organização Mundial de Saúde (OMS) considera ideal que 90% a 100% das crianças menores de seis meses tenham no leite materno um alimento exclusivo. 

No meu caso, minha filhota Beatriz mamou no peito exclusivamente até os seis meses, depois começou a comer papinhas de frutas e sucos, depois papinhas salgadas e a chamada “comida de panela”, mas nunca tomou mamadeira nem usou chupeta. Eu até no enxoval dela comprei umas mamadeiras e chupetas, mas ela nunca quis usar, nem para tomar o leite desmamado que deixava quando voltei a trabalhar. Era tudo no copinho ou na colherzinha que minha mãe dava. A chupeta, uma vez tentei dar a ela e ela ficava só jogando fora com a língua. Nós até fizemos a foto para guardar de lembrança. E vocês, como foi a experiência com os pequenos?

Beijos

@conversinhadmae

Fonte: Ministério da Saúde

Um comentário:

  1. a minha experiência foi bastante frustante, pois me preparei durante toda a gravidez para amamentar. Mas infelizmente minha filha nasceu com uma pequena formação na boca que não permitia que ela tivesse forma suficiente para sugar no peito, sofri muito por não poder amamentar. No início eu tinha muito leite e tirei(mesmo sendo muito dolorido) até a última gota pra que ela pudesse tomar leite materno...Mas como ela não sugava logo logo secou...não é nada bom dá mamadeira a criança, é tudo mais difícil. Mas graças a Deus Emanuella nunca teve alergias e sempre foi bem saudável...Já a chupeta ela nunca quis e eu nunca insistir, e nunca fez falta...Não amamentei mas sou completamente a favor da amamentação. E quem sabe se no meu segundo eu não realizo esse sonho.

    Larissa Loiola

    ResponderExcluir