quarta-feira, 20 de julho de 2011

Amigos: verdadeiros tesouros

Há um ditado que diz que quem encontra um amigo encontra um tesouro. Pode parecer chavão, mas é verdade. Feliz de que os encontra nessa nossa curta trajetória de vida! O livro de Provérbios diz no capítulo 17, versículo 17 que “Em todo o tempo ama o amigo e na hora da angústia nasce o irmão”. Mais uma pura verdade. Quem já passou por momentos difíceis, de aflição sabe que é nas horas mais amargas que a peneira da amizade seleciona aqueles que, na verdade, podem receber o título de amigo.

Hoje, quando se comemora do Dia do Amigo passa um filme pela minha cabeça com amigos tão especiais que passaram e que ainda estão na minha vida. Como cada um deles tem um papel tão importante na minha vida. São pessoas tão especiais que tenho até receio de nominar e esquecer alguém especial. Em nome de todos quero citar uma amiga tão especial, que a vida me levou tão cedo (coincidentemente na mesma data em que dez anos depois minha filha viria a nascer). Como esquecer o sorriso tão espontâneo, a alegria de viver de minha amiga Thais, ou simplesmente Izinha, suas gargalhadas tão felizes que nos contagiava? Amiga, queria tanto que você estivesse aqui hoje, para juntos trocarmos conversinhas de mães sobre nossos pequenos. Difícil esquecer pessoas tão especiais.

No fundo do baú de minhas lembranças guardo com carinho também a amizade de Lícia, lá nas primeiras séries do então primário. Lembro de sua voz, o que aprontávamos, os piqueniques no recreio do Educandário Cristo Rei. E por mais que guarde lembranças não consigo recordar seu rosto. Às vezes passo por pessoas na rua e fico me perguntando: “Será que essa mulher é a Lícia que estudou comigo?”. Não sei!

Hoje, vendo minha filha Beatriz crescer, percebo como ela já tem suas amizades. Se você perguntar a ela quem é sua melhor amiga, imediatamente ela vai responder: “Aninha”. Incrível como as duas são apegadas, parece que se conhecem há décadas. Às vezes param para conversar que parecem duas velhas comadres. Mas nesses apenas quatro anos de vida já vi ela “sofrendo” de saudade de uma amiguinha que teve que se afastar por ter mudado de escola. Interessante como amizade de verdade é um sentimento que não tem idade, né, gente?

Bia e amiguinha Aninha
Para falar sobre a importância da amizade desde a infância, o Conversinha de Mãe ouviu a psicóloga Kezyane Menezes. Segundo ela, as amizades na infância são importantes para o desenvolvimento social e emocional da criança. Por ser uma fonte de apoio emocional, acabam contribuindo na redução e enfrentamento do estresse. Ela disse que como as amizades geralmente são feitas por pessoas que possuem características e comportamentos parecidos, a tendência é que as iniciadas na infância aumentem com o tempo, quando as crianças forem se conhecendo melhor o outro amiguinho e o mundo ao seu redor.

Segundo Kezyane, no âmbito escolar, a amizade facilita a adaptação da criança à escola, podendo desenvolver melhor as suas atividades. Como em outras áreas da vida, os pais e a família acabam sendo referência no quesito amizade para as crianças. “Os filhos acabam observando como os familiares se comportam diante dos seus próprios amigos, se conservam a amizade, se respeitam, se curtem essa amizade. A criança que observa isso como positivo tem uma facilidade em estabelecer laços de amizade”, explicou.

No caso de crianças que acabam tendo que se separar dos amiguinhos, seja por mudança de endereço ou de escola, por exemplo, Kezyane disse que o melhor posicionamento que os pais devem ter é respeitar essa amizade e, na medida do possível, reaproximá-los, seja levando para visitar o amigo ou telefonando. “Afinal, não é facil separar de uma pessoa que confiamos, pois é nessa fase onde começamos a descobrir o que é compartilhar, conviver, lidar com conflitos, competir, cooperar”, afirmou.

Mas, o mais importante, é que possamos conquistar, cultivar e solidificar a amizade com nossos filhos, tendo deles a confiança, para que nesse mundo tão difícil possam confiar em nós como seus melhores amigos. Ah, e hoje quero deixar registrado também meu abraço de obrigada a um amigo mais que especial: meu marido Alex, confidente, pessoa que eu sei que posso confiar em todas as horas. Te amo, marigo!!!

Beijos

@conversinhadmae

Um comentário:

  1. Lindo! adorei tudo o que escreveu...
    Tem uma frase que adoro: "só existe uma coisa melhor do que fazer novos amigos, conversar com os velhos..."

    Feliz dia do amigo "atrasado"...

    http://soumaepravaler.blogspot.com

    ResponderExcluir