terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Dia Mundial da Internet Segura


Hoje se comemora em todo mundo o Dia da Internet Segura (o Safer Internet Day), iniciativa que mobiliza 65 países buscando conscientizar as pessoas a uma utilização segura da internet. O tema deste ano é “Estar online é mais que um jogo. É sua vida”. Em várias partes do país estão sendo realizadas atividades não apenas hoje, mas durante toda semana e restante do ano também, para marcar a data.

Se o uso seguro da internet é uma coisa importante para nós, adultos, imagine quando se fala em crianças. Nós – pais, tios, avós – devemos estar muito atentos à utilização que os pequenos fazem da rede mundial de computadores (ou rede munidal de pessoas, como diz o jornalista Marcelo Tas, um dos atores principais da campanha deste ano). Essa ferramenta, que ao mesmo tempo é maravilhosa, por propiciar facilidades mil de acesso a conteúdos que antes não eram possíveis, pode se traduzir também em um grande risco, pois nossos filhos podem estar sendo expostos a sabe-se lá o que ou quem.

Hoje já é possível a instalação de programas que restringem o acesso deles na net. Mas programa nenhum é melhor e mais infalível que a atenção de pais zelosos pelo bem estar deles. Eu ainda não tenho muita experiência com isso, porque minha filha está com quatro anos e, por enquanto, não é muito ligada à internet. Mesmo assim, quando ela pede para brincar com joguinhos, meu marido, Alex, sempre fica ao seu lado, acompanhando. Ah, e sinceramente, eu espero que seja sempre assim.

Então, fica a dica: converse sempre com seu filho sobre os benefícios e riscos que a internet nos oferece. Se possível, você mesmo mostre a ele sites interessantes para ele acessar, com joguinhos adequados à sua idade, entretenimento e pesquisa. Deixe sempre claro a ele que, em qualquer dúvida, é a você que ele deve procurar. Uma relação próxima entre pais e filhos colabora e, muito, pois essa proximidade cria um elo de confiança.
Hoje, existem muitos programas que auxiliam os pais com os perigos apresentados na internet, porém não dá para dizer que estamos 100% seguros. Por isso, a atitude mais indicada para manter uma boa relação com filhos e a internet é a conversa.
Sente com seu filho, mostre a ele sites seguros que ele possa jogar, pesquisar e aprender com o conteúdo. Dê liberdade e o aconselhe a perguntar qualquer dúvida que apareça quando estiver navegando por sites ou conversando com alguém.

Beijos

@conversinhadmae

Nenhum comentário:

Postar um comentário