terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Todos alerta contra a dengue

Não vou negar que fiquei um pouco assustada com a notícia divulgada pelo ministro da Saúde, Alexandre Padilha, de que Sergipe está entre os 16 estados do país com risco muito alto de epidemia de dengue no Brasil. Acredito que isso deve ser motivo de preocupação para todo mundo, afinal de contas, a proliferação da dengue é uma coisa que diz respeito a todos nós, até porque não adianta eu me cuidar se meu vizinho não, porque continuo no risco do mesmo jeito.

No novo mapa da dengue no país divulgado pelo Ministério da Saúde, Sergipe, Acre, Amazonas, Pará, Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Bahia, Tocantins, Mato Grosso, Espírito Santo e Rio de Janeiro são os estados com alto risco de enfrentar epidemia neste começo de ano. Roraima, Amapá, Goiás, Minas Gerais e Mato Grosso do Sul estão com risco alto para a dengue e também precisam reforçar as ações de prevenção e combate à doença.

A cidade de Aracaju, onde moro, está entre os 70 municípios prioritários para o controle inicial da dengue. Isso porque, infelizmente, a capital sergipana está entre os 36 municípios classificados como área de risco muito alto no grupo dos 70 (há ainda as áreas de risco alto e moderado).


A dengue é transmitida através da picada do mosquito aedes aegypti contaminado com o vírus da doença. Os sintomas mais comuns são febre, dores no corpo, principalmente nas articulações e dor de cabeça. Também podem aparecer manchas vermelhas pelo corpo, sangramento nasal e gengival, entre outros. A orientação é, ao perceber algum deles, procurar imediatamente o serviço de saúde mais próximo.


Medidas simples ajudam a prevenir
Algumas medidas simples, que qualquer um pode adotar, ajudam a combater a dengue. Entre elas, não deixar água acumulada sobre a laje; manter o saco de lixo bem fechado e fora do alcance dos animais até que seja recolhido; evitar jogar lixo em terrenos baldios; deixar a caixa d’água totalmente fechada para impedir que vire criadouro do mosquito, da mesma forma tonéis, barris e baldes com água; substituir a água por areia nos pratinhos de planta, para evitar o acúmulo de água; entre outros.

Mais informações sobre o que é a dengue, como acontece a transmissão, sintomas e tratamento podem ser obtidas no site criado especialmente pelo Minstério da Saúde (http://www.combatadengue.com.br). O mais legal é que na página há uma parte dedicada exclusivamente a crianças e educadores, com um material mostrando como quebrar o ciclo da dengue e até um joguinho de dominó sobre a dengue. Literalmente as crianças vão aprender como se proteger brincando.

Site traz conteúdo específico para o público infantil. Legal!!

Gente, vou falar: elas aprendem mesmo dessa forma. Lembro que no final do ano passado minha filha Beatriz chegou em casa quase dando uma aula sobre a dengue e seu ciclo de transmissão, tudo porque um dia na escola teve uma aula diferente, com teatrinho, mostrando como se dá todo processo. Então vale a pena conferir e fazer o download do jogo.

Parece clichê, mas não vamos deixar o mosquito atingir nossa família e vizinhos. E, para isso, a melhor maneira é se prevenir. Então, todos contra a dengue.

Beijos

Um comentário:

  1. Dengue, o combate a dengue é todos os dias !

    Areia mem pratinhos não é recomendado pela OMS/OPAS e varias prefeituras brasileiras já não mandam colocar areia em pratos de vasos e xaxins ,isto é um paliativo ,porque, como esta areia nao fica seca o aedes desovando nas bordas do prato ou vaso(plastico)poderá grudar em algum grão de areia e esta como vai aprodrecer, endurecer, mofar antes de um ano será dispensada em terrrenos baldios, bota foras (entulhos e quinquilharias) e lixo, infelizmente a maioria lixões a ceu aberto prociará a prepetuação da proliferação do aedes nestes ambientes em epocas de chuvas .
    Mais informações : www.guira.ind.br

    ResponderExcluir