quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Crianças nas redes sociais. Mas já?

Confesso: sou viciada em internet. Meu e-mail fica aberto o dia inteiro, não consigo ficar sem acessar o Twitter e agora estou amando fazer este blog. #prontofalei. Agora, a exemplo de outras coisas, acho que tudo tem seu tempo. Como mãe, sou rígida em determinados assuntos. Por exemplo, nunca fui de fazer da televisão uma babá eletrônica para minha filha Beatriz. Lá em casa, o aparelho de TV fica no meu quarto e não temos TV a cabo com aqueles tentadores canais de conteúdo exclusivo para crianças, cheios de desenho e programinhas.

Sempre preferimos estimulá-la a brincar, olhar seus livros e gibis, ao invés de optar pela programação infantil da TV. Agora, especificamente, nessas férias, é que ela está assistindo um pouco mais de televisão. Mesmo assim com tempo cronometrado, programação fiscalizada e nada de ficar tanto tempo sozinha com o controle remoto.

Acesso à internet, então, é coisa raríssima que a gente libera. No máximo brincar nos joguinhos no site da Barbie, Turma da Mônica, Turma do Smiliguido ou Crianças Diante do Trono. A internet é uma ferramenta maravilhosa, reconheço. Mas acho também que é um mundo muito grande e perigoso para crianças e adolescentes. Pelo que a gente ouve e vê percebe que é tão fácil ser enganado por quem está do outro lado da telinha.

Que me perdoe quem pensa diferente, mas acho uma leviandade permitir o acesso de crianças e até adolescentes de determinadas idades e sem maturidade a site de relacionamento como Orkut, Facebook e até mesmo MSN. Como pais devemos ter muito cuidado com tudo que cerca nossos pequenos. Acho que as crianças devem conhecer a até começar a se acostumar com o cyber espaço. Mas que sejamos nós, pais, a acompanhá-los nos primeiros passos desse novo caminho.

Numa dessas navegadas pela net descobri que já existem algumas redes sociais voltadas para a criançada, como o Club Penguin (www.clubpenguin.com.br) e o Migux (www.migux.com.br), que possuem conteúdo desenvolvido especialmente para as crianças, com atividades voltadas para elas.

Esta é a nova cara dos personagens do Sítio
que estarão na rede social


A novidade é que ainda no primeiro semestre desse ano estará no ar a primeira rede social infantil brasileira: Mundo do Sítio, criada inspirada a obra de Monteiro Lobato. Ah, quem não teve sua infância povoada pelas deliciosas histórias da Dona Benta, Tia Anastácia, Emília, Narizinho, Pedrinho e Visconde e todos os personagens que têm encantado gerações. Além de ser em português – o que já é uma vantagem para os nossos pequenos – o conteúdo do Mundo do Sítio será bem brasileiro, com mais de 30 atividades ligadas à nossa cultura e nosso cotidiano.

A rede, voltada para crianças de cinco a 10 anos, será dividida em Reinos, como a “Terra Encantada da Sabedoria”, onde a garotada poderá brincar com jogos educativos e ouvir histórias. O site também pensou na segurança dos pequenos. Para isso, para participar elas terão que indicar no cadastro o e-mail do pai ou da mãe, que irão autorizar se o filho vai poder fazer parte da rede e participar de suas atividades. Com isso, os pais vão poder também acomanhar o que os filhos fazem no Mundo do Sítio, através do “Cantinho dos Pais”. O conteúdo foi desenvolvido numa parceria entre educadores e profissionais.

 
Embora o site ainda esteja sendo finalizado para iniciar as atividades ainda no primeiro semestre desse ano, os pais já podem se cadastrar para ter uma noção de como vai ser (http://www.mundodositio.com.br/institucional/teaser.xhtml). Eu já me cadastrei. Achei o site bem legal. Acho que vale experimentar. Fica a dica.

Beijos

Um comentário:

  1. Parabéns pelo post! concordo com tudo! aqui em casa controlo tb, tv só desenhos educativos da Discovery Kids, computador é coisa rara só joguinhos educativos, nada de fazer do pc babá e deixar o filho o dia inteiro matando gente nesses jogos que só estimulam a violência, ABSURDO! Meus filhos adoram desenhar, ler livros de hist. infantis e brincar com blocos de montar, isso sim! agora deve ser muito cômodo para os pais jogar a responsabilidade de educar seu filho na escola e quando a criança está em casa deixa-la dia inteiro num pc ou tv e trata-lo como bichinho de estimação, levando água e o pratinho com comida para o filho nas horas das refeições.

    ResponderExcluir