quarta-feira, 20 de julho de 2016

Fazendo a Festa: esportes olímpicos como inspiração

Falta pouco mais de 15 dias para o início da tão esperada Olimpíadas do Rio de Janeiro. De certa forma, o país já respira esporte. Lembro o quanto ficava ansiosa, quando era pequena, para que começassem logo as competições. Era todo tipo de modalidade, o dia todo, em vários canais de TV sendo transmitida. Amava muito!! E é bastante salutar para os pequenos esse interesse pela prática esportiva.

Daí essa ser uma ótima inspiração como tema para festa infantil. Afinal de contas, são 42 modalidades sendo disputadas. O blog Conversinha de Mãe traz várias ideias para você se inspirar. Aqui, apenas algumas modalidades, mas há uma infinidade e você pode usar e abusar daquelas que mais atraem seus pequenos (as).










segunda-feira, 18 de julho de 2016

Campanha por parquinhos infantis com mais segurança

No mês de abril, publiquei um post aqui falando sobre a falta de manutenção em alguns parquinhos aqui na cidade e os perigos disso para a segurança das crianças que brincam neles, com algumas dicas de cuidados para evitar algum acidente. Esse é um problema não exclusivo daqui (infelizmente!), mas que ocorre em todo país. Prova disso que entre os anos de 2008 e 2013, mais de 4 mil crianças foram internadas em hospitais públicos em decorrência de acidentes em parquinhos e 18 morreram.

E é justamente com o objetivo diminuir esses números que a ONG Criança Segura e o portal Papo de Mãe encamparam a campanha “Quero meu parquinho seguro”. Através dela, o propósito é conscientizar sobre os problemas que existe referentes às más condições de vários brinquedos em parquinhos e dialogar com as autoridades responsáveis para que os parquinhos sigam uma diretriz mínima de segurança.

sexta-feira, 15 de julho de 2016

O exemplo do professor Moisés

Nos últimos dias, a imagem de um professor universitário dando aula carregando um bebê correu o mundo e chamou a atenção de muita gente. A cena inusitada foi protagonizada pelo professor de Direito mexicano, o Moisés Reyes. Com ele, não estava um filho seu, mas o de uma aluna.

O gesto de segurar o bebê enquanto lecionava foi a forma que ele encontrou para acalmar o pequeno. Em uma foto publicada pelo próprio Moisés em seu perfil no Facebook, ele explicou que o bebê se tratava de um filho de uma aluna, que, apesar das diversas atribuições, não desistiu dos estudos.

terça-feira, 12 de julho de 2016

Ensine seu filho a respeitar a mulher desde pequeno*

A busca pelo reconhecimento de direitos e empoderamento das mulheres está cada vez mais presente no cotidiano. Nossa luta está estampada nas redes sociais, na TV, nas ruas, em todo lugar. Isso é ótimo e essencial para vivermos em um mundo menos machista. Porém, além de mudar aquilo que está ao nosso redor, um futuro mais justo depende da consciência de quem fará parte dele: os nossos filhos.

Nós sabemos que as crianças aprendem o que não devem com extrema facilidade. Quando o assunto é machismo a situação não é diferente, já que esse é um mal que está enraizado na sociedade. Portanto, a infância é o período correto para intervir em algumas ações e mostrar a importância de respeitar a figura feminina.

O primeiro passo é ter o exemplo dentro de casa. Nesse sentido, é fundamental que pais e parentes não reproduzam discursos sexistas. Pelo contrário, é responsabilidade de toda a família – e não só da mãe – falar com os pequenos sobre direitos, deveres e igualdade, apontando atitudes erradas e corrigindo quando necessário.

Um dos principais erros dos pais está na diferenciação dos brinquedos e brincadeiras. Mesmo antes de nascer, a menina ganha bonecas e utensílios domésticos de plástico, enquanto o menino recebe carros e ferramentas de presente. Essa inocente padronização pode trazer consequências perigosas para a criança, já que as meninas são associadas exclusivamente a “cuidar da família” e ao “trabalho doméstico”. Paralelamente, afastando os meninos das bonecas, reforçamos na figura feminina toda a responsabilidade de cuidar dos filhos. Acha que isso é um exagero? Há inúmeras pesquisas que mostram que os homens são maioria esmagadora em carreiras científicas, e isso tem influência direta nas curiosidades da infância.

Outro ponto importante é conversar constantemente com seu filho, mesmo quando o tema for delicado. É difícil e desconfortável, já que não estamos acostumados a isso e muitas vezes teremos que confrontar a educação de outras famílias. Mas é necessário tomar esse tipo de atitude, podendo recorrer inclusive a desenhos, livros ou aplicativos que tenham um fim socioeducativo. Apesar de ser um assunto sério, ele pode ser ensinado de forma descontraída.

Evitar diferenciações é o ponto principal para que seu filho respeite toda mulher. Ele precisa entender que não existe nada que seja “de menino” ou “de menina” e que todos têm o mesmo direito independente de gênero. Parece algo simples, mas mesmo para adultos essa não é uma tarefa fácil. Neste sentido, os pais têm papel fundamental de ensinar, conversar, corrigir e, principalmente, ser exemplo dentro e fora de casa.

Beijos

Siga-nos nas redes sociais:
@conversinhademae (no Instagram)
@conversinhadmae (no Twitter)

Curta nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/conversinhademae


*Por Fabiany Lima, mãe de gêmeas, escritora de livros infantis e criou o aplicativo Timokids, que oferece livros e jogos socioeducativos com ilustrações em 3D narrados e legendados em 4 idiomas e que estimula a interação da família.

segunda-feira, 11 de julho de 2016

10 sugestões de brinquedos para fazer em casa e deixar as férias da criançada mais divertidas

Vá juntando o que achar por aí: tampinha de garrafa pet, rolo de papel higiênico, lata de leite vazia, canudo, caixas de papelão e muito mais coisa que, provavelmente, você iria jogar no lixo. Pois saiba que esse monte de (aparente) quinquilharia pode render muitos, muitos brinquedos legais feitos por você e seus filhos e se transformar em divertidas brincadeiras para essas férias – por aqui, última semana de férias. Porque saldo bancário lá embaixo não é sinônimo de férias sem diversão. Pelo menos não para quem segue o Conversinha de Mãe.

terça-feira, 5 de julho de 2016

Bebês que convivem com animais de estimação são mais resistentes à doenças respiratórias

Um estudo publicado na revista americana Pediatrics investigou o efeito do contato de crianças no primeiro ano de vida com cães e gatos sobre a frequência de sintomas respiratórios e infecções do trato respiratório. Foram acompanhadas 397 crianças finlandesas desde a gravidez. Um diário semanal registrou a frequência de sintomas respiratórios e infecções, juntamente com informações sobre contato com cães e gatos durante o primeiro ano de vida e, no primeiro aniversário, foi realizado um questionário.

segunda-feira, 4 de julho de 2016

Solidariedade: #TodosPorAmanda

O próprio nome desse blog já traduz qual foi o propósito para o qual ele foi criado: ter/ser/proporcionar uma conversa de mãe. Nesse final de semana, ao ler o relato de uma mãe, não pensei em outras coisas senão ajudar e compartilhá-lo aqui para que outras mães pudessem ajudar. Não só outras mães, mas também pessoas sensíveis a ajudar uma mãe, um pai, uma família que quer o melhor para a pequena de poucos dias de nascida.

Essa história é a de Amanda, filha Mariana e Júnior Guedes. Esse final de semana, ela fez um relato em uma rede social, contando o que têm passado desde que a filhinha começou a apresentar sintomas do que ainda não sabiam se tratar exatamente. Transcrevo a seguir o apelo feito por Mariana:

sábado, 2 de julho de 2016

YouTube Kids já está disponível no Brasil

Após quase um ano e meio do lançamento do YouTube Kids nos Estados Unidos, o aplicativo chegou ao Brasil esta semana. Disponível para Android e iOS, a ferramenta gratuita é simples de usar e permite que os pais gerenciem o acesso dos filhos.

sexta-feira, 1 de julho de 2016

Solidariedade: ONG Cabelegria precisa de ajuda para produzir perucas

A queda dos cabelos é um dos principais efeitos do câncer. Moldura do rosto, a falta deles contribui, muito, para a queda da autoestima das pessoas em tratamento quimioterápico contra a doença. E para ajudar crianças que estão lutando contra o câncer, a ONG Cabelegria realiza um trabalho de confecção de perucas para doar a esses pequenos guerreiros.

terça-feira, 28 de junho de 2016

Distúrbios de comunicação em crianças devem ser tratados o quanto antes

Muito provavelmente, toda mãe e pai já se pegou achando lindo o filhote, quando começa a articular suas primeiras palavras, falando palavrinhas como “áua” (água), “boia” (bola), “agola” (agora)... E muita gente acha tão bonitinho que até constrói diálogos repetindo as palavrinhas balbuciadas de forma diferente pelos pequenos. Parece fofo, mostra como os pequenos estão desenvolvendo seu vocabulário. Mas, quando isso começa a ficar repetitivo com o passar do tempo, seria o caso de procurar um especialista para saber as causas.

sexta-feira, 24 de junho de 2016

56% dos bebês com menos de dois anos comem alimentos ultraprocessados, diz pesquisa

A alimentação de crianças brasileiras entre 6 e 23 meses ainda requer atenção especial. Pesquisa realizada com os pais de 38.566 crianças nessa faixa etária em Unidades Básica de Saúde de municípios de todo o País mostra que apenas 14% delas consumiram alimentos ricos em ferro no dia anterior à consulta, enquanto 56% ingeriram algum tipo de comida ultraprocessada.

quarta-feira, 22 de junho de 2016

Fazendo a festa: Star Wars para um pequeno Jedi


O primeiro aninho do baby Eric foi comemorado com um tema que fugiu bem do convencional para uma festa de 1 ano. Ops, corrigindo! Uma não. O Eric, que não é bobo nem nada, teve logo duas. E o tema escolhido para ambos foi Star Wars. A paixão da mamãe, a jornalista Mirella Mattos, e do papai, Fábio Britto, pesaram na definição do tema.

terça-feira, 21 de junho de 2016

Cesárea: CFM decide que parto a pedido só será permitido a partir da 39ª semana de gestação

O Conselho Federal de Medicina (CFM) decidiu que cesáreas a pedido da paciente só poderão ser feitas a partir da 39ª semana de gestação. Até agora, a idade gestacional mínima para fazer o parto cirúrgico eletivo era 37 semanas de gravidez. A determinação só será considerada quando não houver indicação médica que indique a antecipação do parto.

segunda-feira, 13 de junho de 2016

Tem arraiá pra todos pessoá

Estamos em junho e as festas juninas pipocam em vários locais, especialmente aqui no Nordeste. E a semana já começou bombando, com o dia de Santo Antônio, o primeiro do tríduo junino. Além das tradicionais festinhas nas escolas, diversos eventos estão programados aqui em Aracaju para fazer as crianças caírem no arrasta-pé.

quinta-feira, 9 de junho de 2016

Lego: brincadeira na decoração

Engana-se quem pensa que só as crianças são fãs de Lego. Tem muita gente por aí que nem mesmo o passar dos anos fez diminuir a paixão pelo colorido brinquedo de montar. E o Lego não está restrito ao quarto dos brinquedos. Inúmeras são as possibilidades dele ser usado na decoração da casa, sabia? O Conversinha de Mãe fez uma seleção de algumas dessas possibilidades.